Mãos à obra e sentido prático é o que o dia pede, sem esquecermos que há que inovar depois de pesadas bem as opções. Podemos conseguir resultados muito satisfatórios, curar feridas, ir ao fundo das questões e tratar os problemas pela raíz se conseguirmos simultâneamente ver as folhas e a floresta com a intenção de transformar o sonho em realidade.
A Lua está em Virgem o que dá o sentido crítico e a capacidade de não descurar detalhes quando nos dedicamos ao trabalho. A sua oposição a Neptuno em Peixes pode trazer dúvidas ou confusões mas pode também ser inspiradora para seguirmos ideais, dando o melhor de nós em prol de algo maior, até um romance. O pragmatismo é ajudado por um Mercúrio em Touro cada vez mais sujeito a regras e perspectivas a longo prazo pela aproximação a uma oposição a Saturno em Sagitário. Mas é o grande trígono Lua, Sol em Touro, Plutão em Capricórnio que traz todo o potencial de estabilizarmos as reformas ou re-estruturações em curso, criarmos novos alicerces para as nossas intenções. Vénus em Gémeos em sextil a Urano a Carneiro é o garante que não só vamos inovar como até nos podemos divertir com isso. Tudo o resto são bênçãos com Marte em Touro em sextil a Quíron em Peixes a dar provas concretas de que melhor é possível depois de bem vistas as opções e de sentirmos na pele o que nos é ou não favorável com Vénus em quadratura a Quíron.
Hoje e amanhã há muito que fazer e são de esperar bons resultados.

A pintura é de Harold Harvey, nascido no País de Gales, 1874,  parte da Academie Julien em Paris, protestante convertido ao catolicismo que morreu na Cornualha em 1941. A mulher Gertrude Bodinnar que também era artista está representada nesta tela.

astro_w2gw_75_carta_do_dia.60926.2556

04a483062e95