A semana arranca com o desejo de pôr a casa em ordem – em sentido literal ou simbólico – e o empenho e a capacidade de o fazermos, segundo as condições que idealizámos.  Há que agir conforme o sentir. Deve-se isto à Lua em Peixes num grande trígono de Água com Marte em Caranguejo e Saturno retrógrado em Escorpião. É a retrogradação de Saturno que põe o foco nos assuntos pendentes em que a nossa dependência física, matérial, financeira, de poder ou emocional necessita de revisão e separação das águas. Marte em Caranguejo não permite ser muito directo mas dá energia suficiente para fazermos a demarcação necessária conforme o que nos dita a intuição e sensibilidade da Lua em Peixes. Esse arrumar de assuntos na interdependência com os outros é fundamental para passarmos à fase seguinte, que se desenha esta semana, com o Sol a avançar para um quincúncio o a Plutão na quinta feira – depois da Lua entrar em Carneiro e activar a quadratura de Urano a Plutão.
Também hoje a quadratura de Vénus retrógrada e Júpiter em Leão a Saturno em Escorpião indicam que as restrições à expansão estão na ordem do dia- não podemos fazer tudo o que os apetece nem exagerar as pretensões. Um travão virá certamente bloquear, restringir, limitar grandes manifestações do ego ou do desejo. Ou seja, temos de arrumar assuntos com conta peso e medida, resolvendo crises pendentes e pensando no futuro. Quando melhor prepararmos hoje e amanhã as saídas melhor vamos lidar com o quincúncio do Sol a Plutão no final da semana em que o que é pedido é que larguemos a ideia que tínhamos do nosso lugar do mundo e aproveitemos as oportunidades para nos reconstruirmos amorosa e criativamente.

A tela representa Vénus Verticórdia pelo pintor pré-rafaelita Dante Gabriel Rossetti 1828-1882.

astro_w2gw_66_carta_do_dia.60405.25424

venus-rx4