Vamos a caminho de uma Lua Nova em Sagitário na próxima sexta-feira, tempo para nos lançarmos em novos projectos e apostarmos em ir mais longe  e por isso, é preciso desde já e , até lá, pôr cobro a todos os assuntos pendentes, eliminar o que não é mais necessário e repensar o que falta para esse novo arranque, mais ainda porque Mercúrio também vai deixar de estar retrógrado no final da semana.

Para além deste pano de fundo que anuncia um novo ciclo lunar em que devem ser os projectos de futuro que nos inspiram, temos hoje, e durante quase toda a semana, o Sol em Sagitário em quadratura a Marte em Peixes, um aspecto que já vem da semana que termina na qual vimos bem os conflitos entre as ideias e a prática, a ideologia e o mando, pessoal ou colectivamente. A combatividade, o protesto, a rejeição do compromisso é acentuada por esta quadratura entre a energia vital e o exercício da vontade mas que também se pode exprimir, ultrapassados os limites pessoais, na afirmamação do que nos move de uma forma mais verdadeira e progressista, graças ao sextil e semi-sextil de Saturno a Marte e ao Sol.

Temos também até à Lua Nova de sexta-feira Mercúrio retrógrado em Escorpião em trígono ao Nódulo Norte em Caranguejo o que incita a rever a distribuição de bens e poderes, o que controlamos ou não e qual a lógica de poder a defender para garantir a segurança emocional, doméstica, nacional.  Como Vénus também está em Escorpião e é também neste signo que a Lua vai passar terça, quarta e quinta, é de esperar que irrompam sentimentos passionais, que as relações sejam tudo menos indiferentes e que no amor, nas finanças, nos acordos politicos, no poder,  o desejo profundo de controlar essas relações domine o sentir, porque de facto temos outros modelos para implementar na vida ou no mundo.

Ao final do tarde de hoje, a Lua, nos últimos graus da Balança, faz oposição a Urano e quadratura ao Nódulo Norte, antes de entrar em Escorpião onde fará conjunção a Vénus pelas oito da noite. Vamos ter de sair de alguma “paz podre” para melhor defender os nossos interesses, com a urgência e a força necessárias para, até ao final da semana, termos o terreno preparado para o novo ciclo de projectos.

 

Anúncios