Esta sexta-feira é importante para pormos, o que está a mudar, em contexto e dar-lhe seguimento. Desde o início do ano, com a conjunção do Sol a Saturno, passando pela Lua Nova em Capricórnio  dia 6 e até ao próximo dia 16 quando o Sol se opuser ao Nódulo Norte em Caranguejo, estamos a ser chamados a afinar o foco sobre as transformações de fundo, estruturais, em casa, trabalho ou na política, que demorarão até 2020 para produzir efeito. Estamos por isso a fechar portas antigas para abrir novas e isso implica uma nova consciência de quem somos, da nossa energia vital e de como pretendemos organizar-nos a médio e longo prazo. Hoje  é vez do Sol fazer conjunção a Plutão, um aspecto potente de mudanças profundas de consciência e de poderes, suavizado por um sextil à Lua em Peixes que tinge de sonho e emoção o que pode ser duro para quem não estiver pronto a deixar padrões rígidos de gestão das questões pessoais ou da ordem colectiva. É um dia de metamorfoses em que devemos abraçar a evolução.  Vénus e Júpiter em Sagitário encorajam o investimento a longo prazo no que acreditamos mas Mercúrio quadrado a Marte obriga-nos a escolher bem as palavras para justificar essas opções.