Durante todo o fim-de-semana vamos querer ter iniciativas, desejar começar de novo, sentir um Fogo de mudança a incendiar a maneira como nos vemos no mundo e como vemos mundo. No entanto, o rastilho e explosivos de uma Lua em Carneiro em trígono a Júpiter em Sagitário e de Marte conjunto a Urano também em Carneiro deparam-se com as limitações  de uma quadratura da Lua a Saturno no sábado e com a tensão explosiva de uma quadratura da Lua a Plutão no domingo.

Assim, as mudanças que ocorrem por nossa própria iniciativa, em casa, no trabalho, apesar do entusiasmo,  sofrem verdadeiros banhos de água fria pela quadratura a Saturno e estamos sujeitos aos sentimentos mais intensos de contrariedade pela quadratura a Plutão. Estamos à procura de segurança emocional e doméstica, familiar ou nacional, que nos ajude a situar confortavelmente no mundo em que estamos inseridos -com o Sol em Aquário- e tudo se joga na quadratura da Lua, Marte e Urano ao Nódulo Norte em Caranguejo. A melhor maneira de encarar estas tensões é a de ignorar os estados de alma e fazer apenas o que pode ser feito, da melhor maneira, mais prática e que represente um melhor investimento a longo prazo, o que é facilitado por Vénus em Capricórnio. O sextil de Saturno a Neptuno dá-nos a oportunidade de tornar os sonhos realidade desde que tenhamos os pés bem assentes em terra.

Imagem: Simon McCheung