Os sinais dos Céus são claros- entramos hoje numa fase de revisão dos projectos e das vontades. Temos de interiorizar as consequências ou impactos do que temos vindo a desenvolver desde Novembro do ano passado- quando Júpiter entrou em Sagitário- para passar a uma nova fase de avanços em meados do próximo Agosto quando sair da retrogradação que hoje se inicia.

Não só Júpiter entra directo como o Sol em Carneiro faz quadratura até ao final da semana a Saturno e a Plutão em Capricórnio, o que reforça a ideia de que nem tudo aquilo em que estávamos apostados tem pés para andar e não basta a vontade para conseguir. Há que ajustar o querer à força das circunstâncias e quando menos resistirmos melhor.

Temos também a Lua, que depois de fazer ontem, a partir do Gémeos, oposição a Júpiter antes de este entrar retrógrado– iluminado o debate e todas as opções que têm de ser revistas- entra hoje em Caranguejo, em sextil a Urano em Touro,  fazendo apelo à introspecção e à busca de novas bases de segurança emocional, familiar, doméstica, nacional, até que se torne muito claro na sexta-feira à noite, quando a Lua fizer conjunção ao Nódulo Norte e oposição a Saturno e Plutão, que o caminho que vamos fazer de revisão têm como placa de destino uma nova maneira de olharmos para nós próprios e consequentemente a revisão dos planos de expansão futura.

Tela de Miró