O passado e o futuro cruzam-se hoje na possibilidade que temos de dar novo valor ou destino ou organização a relações, bens, costumes e tradições, casa, família, país.. O que os Céus nos pedem hoje – com a Lua em Touro conjunta a Urano, sextil a Marte em Caranguejo, semi-sextil a Quíron e Vénus, também em Touro, sextil ao Nódulo Norte e trígono a  Saturno e a Plutão em Capricórnio –  é que olhemos para o que temos ou queremos ter e descartemos o supérfluo, o que entrave o progresso que temos de construir de forma pragmática, séria, a pensar no longo prazo e na criação de novas bases de segurança emocional, familiar, ou mesmo nacional. Tudo isto só acontece se falarmos, comunicarmos, estudarmos opções sem nos perdermos nas várias possibilidades que se podem apresentar, com tanto Sol como Mercúrio em Gémeos em aspectos difíceis aos planetas lentos. O Sol em semi-sextil a Marte impele à acção, como consequência do que foi dito, avaliado e e reconhecido como válido para o futuro. Bem pensar hoje compensa e isto inclui deixar ir o que já não serve o amanhã!