Hoje é um dia em que as emoções oscilam e a reflexão se impõe, de forma a não nos deixarmos ir nem por grandes entusiasmos, nem por grandes compulsões. O fundamental, com o Sol em Caranguejo conjunto ao Nódulo Norte, é encontrarmos o caminho para “casa”, o grande tema deste mês em que, devido a eclipses e aspectos, há que reformular a nossa segurança emocional, doméstica, familiar, nacional. E trata-se francamente de reformular porque o Sol faz aspectos de oposição a Saturno, Plutão e ao Nódulo Sul em Capricórnio: havia uma ordem ou organização de vida que está e tem de ser alterada, rumo a um novo conceito e realidade em que nos sintamos bem amparados. O trígono do Sol e Nódulo Norte a Neptuno, exacto hoje e amanhã estimula o sonho e, se houver disciplina – dados os aspectos a Saturno, torna-se mais fácil realizarmos os nossos ideais. Nada disto é possível, no entanto sem seguir as indicações da Lua, até ao meio-dia em Balança, com Vénus seu regente em Caranguejo que nos leva a fazer as coisas de forma harmoniosa, com parceiros que partilhem desse desejo de inovar mas que pela tarde entra em Escorpião e intensifica todas as ansiedades de controlo das situações, levando a disputas desnecessárias se comunicarmos cegamente visões egocêntricas- pela quadratura a Marte e a Mercúrio em Leão- e porque nos deparamos com a necessidade de procurar soluções novas para as quais não contribui uma atitude rígida, pela oposição da Lua a Urano em Touro. Só o trígono da Lua a Vénus em Caranguejo é que permite desbloquear tensões com sensibilidade, honestidade e atenção aos interesses do próximo. Mercúrio, Júpiter, Saturno Quíron, Neptuno e Plutão retrógrados aconselham à reflexão, à revisão da matéria, ao controlo dos impulsos e à correcção de rumo.