A partir das 4 da tarde é mais fácil fazer grandes planos, de viagem, de férias, de futuro, de investimento ou expansão a todos os níveis, graças à entrada da Lua em Sagitário e ao seu trígono a Mercúrio retrógrado e a Marte conjuntos em Leão. Como Mercúrio está retrógrado, o mais provável é que não se trate nada de novo mas sim da possibilidade de olhar com maior optimismo  para questões que estavam por ser resolvidas e que estão ligadas à nossa capacidade de afirmação pessoal. Marte em quadratura a Urano em Touro exacerba respostas excessivas que é necessário harmonizar de forma a criar alguma paz doméstica já que Vénus regente do Touro está em Caranguejo, já em conjunção ao Nódulo Norte e oposição a Saturno, aspecto que vai durar até ao próximo eclipse parcial da Lua  no dia 16 e que nos diz que é de facto nas áreas da casa, família, país e tradição que há que encontrar soluções novas que seja boas para todos os envolvidos.

Outros dois aspectos já em vigor e que vão ainda perdurar uns dias são a oposição do Sol em Caranguejo a Plutão em Capricórnio e o sesquiquadrado de Mercúrio retrógrado a Neptuno em Peixes. Não são aspectos fáceis e pedem grande discernimento para que o seu resultado seja satisfatório. No primeiro caso e na sequência do que tem vindo a desenrolar-se é na área da casa ou da segurança emocional que estamos a viver grandes pressões para reformular a fonte desses sentimentos. No segundo caso, lógica e intuição não estão a funcionar em uníssono e por isso há que fazer um esforço para não nos enganarmos nem sermos enganados, sem deixar de seguir os ideais que nos movem na busca dessas novas bases para o futuro, dado o trígono de Neptuno aos planetas em Caranguejo. Não esquecer que com os aspectos do Sol a Plutão hoje e até terça feira próxima, é preciso prestar atenção ao que não está à vista, aos aspectos sombra que condicionam respostas compulsivas e sobre os quais tem de se fazer luz para eliminar reacções tóxicas.  Deitar fora o lixo acumulado, em casa e não só é um bom exercício de sanidade para os dias que correm.