Há dois aspectos muito importantes a acontecer nos Céus neste fim-de-semana: em primeiro lugar, tudo o que estava por desenvolver ou em fase de revisão de conceitos desde Abril, pode desde já seguir em frente como projecto de expansão pessoal, filosófica, de investimento, aprendizagem, conhecimento ou Verdade que nos guie; em segundo lugar,  as novas ideias e valores que temos vindo a defender desde o início de Março devem desde hoje e até Janeiro do próximo ano entrar num processo de revisão, interiorização do que já foi conseguido e reflexão sobre como e onde mais podemos inovar. Júpiter directo e Urano retrógrado, neste fim-de-semana, são o pano de fundo com que nos preparamos já para a segunda metade do ano em que há que crescer em direcção ao futuro mas investigando bem se já demos todos os passos – ou os que falta dar, – o que já descartamos e o que falta descartar.

A Lua em Sagitário no sábado e na manhã de domingo dá-nos uma perspectiva optimista para este novo paradigma de investimento pessoal e re-avaliação do que vale o quê, mais ainda porque faz trígonos a Vénus e a Sol e Marte em Leão e sentimos que estamos a expressar todo o nosso potencial e essência. No domingo, a Lua em Capricórnio pela tarde faz trígono a Urano e é sem dificuldade que procuramos, avaliar e resolver o que estiver estagnado ou por enquadrar. Não é ainda o tempo de re-ordenar ou revolucionar as estruturas em estamos inseridos. Saturno e Plutão estão retrógrados e só em finais de Setembro e Outubro é que entram directos para se encontrarem conjuntos em janeiro próximo – sendo este o calendário para essa refundição da ordem pessoal e colectiva. Para já e desde este fim-de-semana, com Jupiter directo podemos começar a desenvolver as perspectivas ou ideias ou investir onde  queremos chegar mas isso exige, com Urano retrógrado em Touro deixar para trás certas relações ou bens materiais ou ideia de valor a que ainda estamos agarrados. A ambição de vencer vem a partir de domingo com a Lua em Capricórnio e a flexibilidade de objectivos e como os atingir é forçada na segunda-feira quando a Lua fizer conjunção a Saturno e a Plutão. Tudo com os ânimos ao alto, graças a Júpiter directo em Sagitário.