Por um lado somos capazes de grande discernimento, acções precisas, trabalho dedicado a mudar o que tem de ser mudado ou a construir de novo. Por outro, só queremos ver o lado empolgante dos projectos e arriscamo-nos a exagerar nos propósitos não só por palavras mas também com as emoções. Entre a capacidade de ser frio e o potencial de sobreaquecimento temos hoje de encontrar um equilíbrio pragmático que permita aproveitar a força dos tempos para acabar de concretizar o muito que estiver ainda pendente. Marte, Sol, Mercúrio e Vénus em Virgem são quem nos traz as energias de discernimento, precisão e empenho dedicado mas com a oposição de Mercúrio a Neptuno em Peixes e a sua quadratura à Lua e a Júpiter em Sagitário a visão lógica turva-se e o  exagero de propósito é um risco, apenas salvaguardado pelo trígono de todos os planetas em Virgem a Saturno em Capricórnio. Vénus hoje e todo o fim-de-semana em trígono a Plutão em Capricórnio leva-nos apaixonadamente ao fundo das questões para as resolvermos com empenho e tomarmos controlo do que deve mudar nas finanças, nas relações e nas parcerias.

Pintura da Japonesa Uemura Shoen