Terça, 20/10/20- Tão difícil saber como fazer…

Que tempos surpreendentes, confusos e difíceis, quase caóticos, sem perspectiva do que há de vir a ser… Neste momento em que se repete -apesar de os graus não serem exactos, – a conjunção de Saturno, Plutão, Júpiter e Marte – que revirou a organização do mundo com o aparecimento do Covid em Janeiro- temos esta conjunção a receber uma quadratura de Marte retrógrado em Carneiro, Mercúrio retrógrado em oposição a Urano retrógrado e hoje a Lua quadrada a Neptuno e a Vénus.

É como se estivéssemos num comboio em marcha acelerada em direcção ao desconhecido depois de Maio a finais de Setembro termos tido a possibilidade de calcular a rota e as paragens. – enquanto Júpiter, saturno e Plutão estiveram retrógrados. Mas devemos ter feito poucos preparativos e agora estamos de novo em movimento com pouco controlo sobre o destino. Mais ainda, parecemos estar mais preocupados com o imediato do que o objectivo da viagem e sem perspectiva de onde queremos chegar também não conseguimos gerir o quotidiano. Caos é o que segurem os aspectos em curso que não se extinguem tão depressa.

Mercúrio, Marte e Urano retrógrados indicam a dificuldade de fazer planos, cálculos, racíocínios, de tomar decisões, de encontrar soluções novas. Claro que estes períodos de retrogradação são adequados a terminar tarefas, rever contas e detalhes, avaliar os impactos das possíveis transformações. Mas face à crise global, de saúde pública, política, social, económica a retrogradação parece apenas amplificar a confusão já que as medidas que estão a ser tomadas nos diferentes países para um problema que é global e colectivo não estão articuladas nem revelam um sentido de direcção.

Mercúrio está retrógrado até 4 de Novembro, Marte até 15 de Novembro e Urano até 15 de Janeiro. Neptuno em Peixes está também retrógrado até 30 de Novembro, data do próximo eclipse na Lua Cheia em Gémeos oposta ao Sol em Sagitário. Uma só verdade no Sagitário -que é a crise que nos força a reformular como vivemos com Jupiter seu regente conjunto a Plutão Saturno em Capricórnio- e respostas ambíguas no Gémeos…

Que fazer individualmente? Usar as retrogradações para proteger todos os embates possíveis das crises anunciadas- cuidar da saúde, proteger as finanças e imaginar como nos vamos recriar. Lembrar-nos que Saturno, tal como em finais Março, vai, no final de Dezembro, voltar a Aquário provavelmente anunciando novas restrições ou confinamentos e a importância da responsabilidade colectiva. São meses de retrogradações em que quanto melhor e mais fundo olharmos para dentro, com vontade de corrigir o que puder ser melhorado, individual e colectivamente, mais facilmente traçamos um percurso mesmo se não soubermos onde vamoschegar ou que novas surpresas aparecem pelo caminho.

Marte, em meados de Janeiro, faz conjunção a Urano quando este entrar directo e planeta algum estiver retrógrado nos Céus. Esta conjunção dura até 20 de Janeiro, – faltam só três meses- no dia de tomada de posse do próximo presidente dos EUA. Será explosivamente mais claro nesse dia os desafios que nos esperam em 2021 e como podemos avaliar o que fizemos para nos preparar neste final do ano…

A fotografia é de Marte, o planeta vermelho, da colecção da NASA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: