Sob Céus zangados: dia 17- a quadratura exacta de Saturno a Urano

É verdade que os Céus estão zangados esta semana mas também é verdade que depois da chuva vem o bom tempo e que as tensões gradualmente se vão aliviar. O aspecto manifesta-se toda a semana mas é na quarta-feira dia 17 que chegamos à quadratura exacta entre Saturno e Urano, a primeira das três que neste ano vão pontuar o conflito entre o velho e o novo, entre as estruturas que controlam a sociedade e o ímpeto de liberdade e de adopção de novos valores, entre a rigidez das organizações e da burocracia e a necessidade imperativa de inovar tecnologicamente, entre o que se quer lento e o que se quer rápido, entre o conservadorismo e a revolução. Desde Janeiro que esses dois planetas estão em órbita de quadratura que agora fica exacta, a mesma repetindo-se em Junho e em Dezembro, tempos em que assistiremos a mais contestação social tal como representada desde Janeiro pelo ataque ao Capitólio nos EUA, nas manifestações na Europa contra as restrições pelo Covid, na India, contra a reforma agrícola, em Myanair contra o novo regime, etc etc

Contra, contra contra… vamos ver quem e contra vamos estar esta semana em que não só temos a quadratura de Saturno a Urano como também a Lua envolvida numa quadratura a Plutão na terça, conjunta a Urano e quadratura a Saturno na quarta e conjunta a Marte e quadrada a Vénus na quinta… A Lua que simboliza as nossas emoções, carências, instinto e acção popular revela-nos na segunda feira pela conjunção a Quíron em Carneiro, o que gostaríamos de fazer mas não podemos, frustração essa que na terça, na sua quadratura a Plutão em Capricórnio vem ao de cima e se manifesta em comportamentos compulsivos resultado das emoções suprimidas, potencialmente violentos se não forem racionalizados mas mais difíceis ainda de controlar quando a Lua no dia seguinte, quarta feira faz conjunção a Urano em Touro quadrado a Saturno rompendo com os limites estabelecidos, sem compromisso em busca de soluções novas para velhos problemas contra as restrições que implicam. A conjunção da Lua a Marte ainda em Touro na sexta feira, quadrada a Venus reforça a zanga e impulsividade e só no sábado com a Lua em Gémeos, conjunta ao Nódulo Norte e trígono ao planetas em Aquário é que o diálogo ou comunicações ou novas informações permitem que começamos a sentir uma redução das tensões da semana.

A ajudar também o alívio energético do final da semana temos a entrada em moção directa doe Mercúrio cuja retrogradação em Aquário nos tem levado a questionar o funcionamento social, reorganizar a articulação de serviços comuns, repensar como nos exprimimos face aos interesses colectivos. Com Mercúrio directo tudo vai funcionar melhor e mais rápido apesar de termos de esperar por meados de Março para voltar a velocidade de cruzeiro.

O Sol sai de Aquário e entra em Peixes no dia 18 logo a seguir à quadratura exacta de Saturno e Urano e vem lembrar-nos durante um mês que pode haver beleza e compaixão apesar do caos e que há vida para além da organização pura e dura das coisas. Com Júpiter em Aquário vamos poder começar a sonhar com melhores dias a partir do final da semana…. Bem espero…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: