Últimos ajustes antes da Lua Nova a 11

Semana de 2 a 9 de Maio

São muitas as expectativas que projectamos para o mês de Maio, cientes de que as energias estão a mudar e na esperança que a rigidez ou bloqueios dos últimos meses sejam levantadas. Sim, Mercúrio, Vénus e Sol vão ao longo de Maio sair do signo fixo de Touro- onde se confrontaram com a força de mudança quando fizeram conjunção a Urano- para entrarem no signo de Gémeos, signo de Ar, mutável, em que todas as possibilidades parecem estar em aberto, mas onde se encontra também o Nódulo Norte com que irão fazer conjunção alimentando a escolha de caminhos através do diálogo, das trocas, da comunicação e também do negócio ou de viagens curtas.

Essa entrada de Mercúrio, Vénus e Sol em Gémeos será gradual ao longo do mês mas esta semana temos já Mercúrio na terça feira dia 4 a dar o primeiro passo nesse signo de Ar. Vénus segue-lhe os passos para também ela entrar em Gémeos no domingo dia 9. O Sol só mais para o fim do mês iluminará o que Mercúrio e Vénus desde já aprontam e que é uma influência que nos faz largar amarras e abrir-nos a novas perspectivas, gostos, relações inteligentes. Em termos colectivos, a abertura do comercio e a possibilidade de circular sem restrições encaixam-se bem neste cenário astral mas isto é o reflexo na prática daquilo que os Céus indicam como atitude de abertura de espírito e de esforço de síntese das possibilidades em aberto.

Para além deste erguer da Terra para o Ar com a passagem de Mercúrio e Vénus de Touro para Gémeos, há dois outros aspectos que se se prolongam semana fora e que enquadram o ingresso de Júpiter em Peixes no próximo dia 14:

– O primeiro é o sextil de Neptuno em Peixes a Mercúrio, Vénus e Sol no seu caminho para Gémeos, como se uma fonte de inspiração, um ideal, nos guiasse nesse percurso que está condicionado pelo outro sextil de Neptuno, a Plutão retrógrado em Capricórnio que por seu lado faz trígonos aos planetas que passam do Touro para Gémeos. Ou seja, como pano de fundo temos esta semana a oportunidade de encarar com melhor ânimo a tarefa de fazer as mudanças profundas já agendadas mas ainda por concretizar.

-O segundo aspecto é o sextil crescente de Marte em Caranguejo, em queda, a Urano em Touro – que ficará exacto na Lua Nova da próxima semana- e o trígono fora de signo entre Marte e Júpiter ainda em Aquário, a menos de duas semana de ingressar em Peixes. Este segundo aspecto cria também um ambiente toda a semana que tem algo de contraditório que temos de ser capazes de conciliar. Por um lado Urano em Touro exige inovação, diferença, tecnologias, por outro Marte em Caranguejo torna-nos defensivos do que é tradicional e torna difícil ser-se objectivo. O sextil entre ambos pede que encontremos maneira de defendermos o que é nosso ou importante para a nossa segurança emocional, familiar, nacional, não com os velhos valores mas sim com a liberdade de procurar novas âncoras. Júpiter em Aquário, que Urano rege, expande a nossa consciência social e faz-nos procurar dar um salto qualitativo na forma como interagimos em sociedade- o que também se integra nas agendas políticas de desconfinamento em curso. Em meados do mês Júpiter entrará em Peixes, sempre em aspecto a Marte e acenar com um sextil de signo mas não de grau com Urano e que nos diz que estamos todos no mesmo barco, vimos todos da mesma mónada, da totalidade das coisas, apesar de estarmos separados por máscaras ou outras restrições.

No entanto o ciclo em que temos estado e vamos estar ainda esta semana só termina realmente na Lua Nova em Touro na próxima semana, dia 11. É a Lua que velozmente de signo em signo nos dá a temperatura das emoções do dia e assim, esta segunda feira, face ao contexto geral da semana acima descrito, a Lua conjunta a Saturno que recebe também uma quadratura de Urano, espelha limites, frieza, deixa-nos pessimistas sob o peso de responsabilidades e testes de carácter. Não vale a pena bloquear em velhas posições…os conflitos seriam inevitáveis e dolorosos.

A necessidade de diálogo começa por isso a acentuar-se na terça feira 4 com Mercúrio a entrar em Gémeos e a Lua a fazer conjunção a Júpiter. Quarta e quinta feira a Lua em Peixes favorece as respostas intuitivas e devemos dar atenção ao que nos diz o sexto sentido mas haverá dados claros de que mudanças positivas nas relações ou nas finanças estão a acontecer com Vénus em trígono a Plutão no dia 6, a caminho de uma quadratura a Jupiter no dia 8 em que apetece tudo menos trabalhar.. Sábado somos lembrados que ainda nem tudo é possível excepto o diálogo com a Lua em Carneiro conjunta a Quíron e sextil ao Nódulo Norte.

No domingo com Vénus em Gémeos e a Lua em Carneiro em quadratura a Plutão e sextil a Júpiter o ego leva mais um ajuste redutor e ficamos mais abertos à diferença e ao diálogo que se quer justo, tudo como parte do percurso que nos permite começar um novo ciclo emocional e material na Lua Nova da terça feira 11 da próxima semana. Só podemos ser teimosos se o formos a abrir caminhos…

Rosita Iguana

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: