Pesquisar

Céus!!! Rosita Iguana

Os Astros dia a dia

Etiqueta

Sol em Balança

Quinta, 22/9/16- Equinócio de acordos e expansão

Chegou o tempo de abrir os braços a soluções conjuntas. Hoje mudamos de estação do ano com o Equinócio e entrada do Sol na constelação de Balança. Não só este é um aspecto transformador do foco das nossas energias  – da análise, contabilidade, Continue reading “Quinta, 22/9/16- Equinócio de acordos e expansão”

Quarta e Quinta, 22/23-9/15- Equinócio de acordos e conflitos

Os equinócios e solstício marcam naturalmente as estações do ano, viragens astronómicas com impacto no que vestimos, comemos e outras actividades do quotidiano. Vivemos isto de forma quase automática ajustando-nos à chuva ou calor, fruta fresca ou seca. Mas há correlações astrológicas entre o que se passa nos céus e no quotidiano individual e colectivo, para além dos ingressos do Sol nos signos cardinais, Balança, Capricórnio, Carneiro e Caranguejo. É preciso ver os restantes aspectos entre os planetas do sistema solar e colocarmo-nos no tempo dos ciclos em curso para tentar apanhar marés  e não remar contra correntes desgastantes.  Este objectivo simplista é uma maneira de focar a complexidade das interações planetárias em jogo e o mapa do início da estação marcada pelo ingresso do Sol, hoje em Balança, é o que nos dá mais informação sobre  o que é fácil, complicado, tem de ser trabalhado ou evitado, como vestimenta psicológica para acompanhar gabardines ou sandálias.

O pano de fundo deste equinócio é a quadratura lata de Urano a Plutão e a entrada em movimento directo de Plutão no próximo dia 27, retrógrado desde Abril quando esteve em quadratura exacta a Urano. É como se, desde então, nos últimos seis meses, tudo o que aconteceu nos tenha obrigado a rever posições internas, partilhas de poderes, bens, controlo de organização de vida, sociedade, estruturas, a forma como nos queremos impôr no nosso mundo e no mundo. Na Primavera viveram-se picos de tensão que forçaram algumas mudanças radicais de posição, que têm até agora estado a ser absorvidas.  De seguida e  até ao Solstício de Inverno vamos poder prosseguir externamente com acções de mudança estrutural profunda, que nos vão obrigar a deixar para trás dependências ou alianças quando Urano entrar directo antes da passagem do ano.

Estamos assim a meio de um cenário de mudanças que implicam a continuação do que foi feito até Março/Abril passado e está em processo de revisão ou absorção desde então.  E quais as regras, que estruturas queremos desenvolver agora?  A resposta é dada por Saturno, directo a 0 graus de Sagitário, a seta do Sagitário limitada pelos anéis de Saturno. Podemos querer ir mais longe, abrir horizontes mas confrontamos com impedimentos, como os refugiados e os muros e barreiras geo-políticas, ou queremos aprender mais e o saber custa, ou pretendemos expandir negócios e há regras limitadoras ou taxas de juro no movimento bancário que restringem opções.  Pode ser muita coisa mas é sempre a necessidade de controlo a longo prazo e a responsabilidade na expansão de movimentos,  da banca, dos conhecimentos e do fundamentalismo religioso, tudo o que Júpiter rege, sob a ordem de Saturno. Júpiter, regente de Sagitário, está agora em Virgem, em quadratura a Saturno e oposição a Neptuno em Peixes o que pede mais trabalho, mais serviço, mais dedicação a cuidar em detalhe de nós e dos outros, sem fantasias mas com inspiração. Neptuno em Peixes é a fonte ideológica,  mística ou artística onde temos de ir buscar o sonho que queremos realizar com a ajuda de Júpiter em Virgem que dá a energia e empenho para materializar o desejado, sistematizando os princípios condutores, sem lugar a esbanjamento ou disparates devido à quadratura a Saturno.

Apesar de tanto juízo a ditar motivações e acções, ou talvez por causa disso, vamos poder rever posições negociais, seja nas relações pessoais, contratuais, políticas, equilíbrios financeiros, coligações  ou sentenças de justiça, até dia 10 de Outubro, quando Mercúrio deixa de estar retrógrado em Balança. Depois, entre o dia 22 e o dia  25 de Outubro Mercúrio activa a quadratura de Urano a Plutão e temos de conversar sobre as novas perspectivas abertas entre 4 e 12 de Outubro quando o Sol, em primeiro lugar, fizer quadratura a Plutão e oposição a Urano, mostrando como nos posicionamos no cenário de mudança.

Estaremos prontos para trabalhar a sério nesse novo quadro de transformações  a partir de 26 de Outubro quando Vénus e Júpiter se encontram em Virgem e o Sol já estiver em Escorpião a tratar da regeneração profunda do que tiver de ser mudado,  morte e renascimento em que damos tudo por tudo para melhorar as condições de organização e serviço já que Marte também se encontra em Virgem bem perto de Vénus e Júpiter. Tudo isto se passa em oposição a Quíron em Peixes o que implica que tudo o que fizermos tem de ser em prol de sarar velhas feridas, promover solidariedade, amor, integração, tudo o que una e nada que separe.

O grande recado do céu neste equinócio é já esse apontar do dedo para a busca de alianças e acordos que a todos beneficiem. O Sol ao entrar em Balança faz conjunção ao Nódulo Norte e horas mais tarde trígono à Lua em Aquário: há que procurar pontos de equilíbrio entre posições pessoais, fazer alianças políticas, equilíbrios orçamentais, procurar a paz, porque o conflito está latente: as quadratura de Marte a Saturno e de Urano a Plutão são verdadeiras caixas de explosivos que requerem toda a delicadeza e esforço negocial. Seja porque queremos exercer a nossa vontade insurgindo-nos contra limites externos, seja porque rejeitamos as mudanças que nos são impostas, o potencial de conflito doméstico e colectivo é imenso. O que o equinócio pede é o último esforço do ano de  harmonização de interesses.
astro_w2gw_66_carta_do_dia.59229.3616

tarot geral

Segunda, 22/9- Rematar assuntos antes do equinócio

A semana arranca e sentimos como temos pouco tempo para acabar de pôr em ordem questões que se arrastam e que nos impedem de concentrar nas próximas etapas. De facto, esta segunda e terça feira são os últimos dias em que o Sol se encontra em Virgem, signo da organização do serviço, atenção ao detalhe e pragmatismo, onde também se encontra Vénus e a Lua a reforçar a importância do olhar crítico e dedicação a essas causas e coisas que devemos servir. De seguida, na madrugada de quarta, GMT, não só temos o equinócio de Setembro como Plutão entra directo depois de estar retrógrado desde meados de Abril. Assim, os tambores rufam hoje e amanhã baixinho para anunciar com batucada forte dia 23 a entrada do Sol em Balança – com o foco nas relações pessoais, financeiras, políticas ou sociais – e a acção directa de Plutão – que vai revolucionar as estruturas dessas mesmas relações : procuramos equíibrio e paz mas isso pode só ser possível se lutarmos e virarmos do avesso as situações a que estamos acomodados. A força profunda de Plutão está já a trazer ao de cima desejos intensos de controlo, potencial de manipulação, tensões explosivas com que podemos querer dominar as relações ou estruturas de poder partilhados. Esse potencial de transformação vai ser melhor utilizado a partir da Lua nova de 24 e em particular na primeira semana de Outubro quando o Sol de Balança fizer oposição a Urano e quadratura a Plutão. Temos assim hoje e amanhã para acabar de deitar contas á vida para de seguida lhe tomarmos as rédeas e redesenharmos relações, dependências, conflitos e regras.

A tela é do norte americano Edward Hopper 1882- 1967

astro_w2gw_125_carta_do_dia_hp.52600.35213

Domingo, 20/10- Num crescendo de tensão

Estamos a avançar para um ponto extremo nas tensões de mudança a 1 de Novembro quando Urano retrógrado em Carneiro chega a uma quadratura exacta com Plutão, mais uma da série de sete que desde 2012 e até 2015 vão pontuar as rebeliões e transformações dos sistemas políticos e financeiros em crise. São ciclos lentos de planetas lentos e os efeitos já se fazem sentir e continuarão a fazer-se sentir para além do momento do aspecto exacto. Saturno em Escorpião até 2015 e o Nódulo Norte também em Escorpião reforçam a obrigatoriedade de reformulação de empréstimos, dívidas, partilhas, organização de poderes ou responsabilidades a longo prazo sobre bens partilhados. O eclipse da Lua Cheia em Carneiro, nesta semana que agora termina, marcou as dificuldades de conciliação entre os interesses pessoais e as leis ou acordos políticos ou financeiros. Ontem e hoje, a Lua em Touro não nos permite ignorar dificuldades financeiras, ausências de valores ou de segurança material a que nos agarramos. Em oposição a Saturno e ao Nódulo Norte, a Lua hoje confronta-nos de forma ainda mais deprimente ou pesada com as limitações impostas pelos poderes vigentes ou estruturas a que não podemos escapar. No entanto, um sextil da Lua a Júpiter em Caranguejo traz-nos a oportunidade de exprimirmos as inquietações e olharmos para as dificuldades com espírito aberto acreditando que em casa, em família ou como tribo ou nação podemos ter novo futuro.  O Sol ainda está em Balança em busca de compromissos mas dentro de três dias entra em Escorpião e tudo se torna questão de quem tem o controlo e como o vai exercer face a quem o desafiar.

astro_w2gw_45_carta_do_dia_hp.65671.1815

Segunda, 23/9- Reduzir expectativas, procurar equilíbrios

Os sentidos estão apurados, procuramos prazeres ou segurança material e temos oportunidade de em casa ou em família obtermos alguma satisfação. No entanto, o melhor é não exagerar nas expectativas nem projectar nas relações com os outros o nosso desejo porque a zanga e frustração é daí que vêm. Deve-se isto à presença da Lua em Touro em sextil a Júpiter em Caranguejo, em quincúncio a Mercúrio em Balança e quadrada a Marte em Leão. Como Vénus em Escorpião também faz quadratura a Marte em Leão a tensão nas relações é grande porque afirmação egocêntrica de poder pessoal ou financeiro, de pulsões sexuais, de controlo ou de competição podem não ter o eco esperado. Este trânsito pode ser estimulante e criativo mas tem de ser expresso com grau zero de narcisismo e atenção à sensibilidade alheia. Marte em biquintil a Plutão em Capricórnio pede exactamente essa criatividade para mudarmos as estruturas profissionais ou de vida em que estamos inseridos enquanto o quintil do Sol recém entrado em Balança a Júpiter em Caranguejo nos diz também para abordarmos as relações como oportunidades de inventarmos soluções para os desiquilíbrios que queremos colmatar.

Sábado, 13/10- Velhas feridas, novas orientações

Temos hoje que trabalhar na consciência das relações, sejam elas pessoais, contractuais ou financeiras. Como nos damos, o que projectamos, o que esperamos dos parceiros são questões para analisar à lupa com o contraparalelo do Sol em Balança a Vénus em Virgem.  Vamos analisar e vamos também debater essas questões, em profundidade, já que Mercúrio em Escorpião está em sextil a Lua em Virgem. 

Para completar o quadro, ou aliás, na origem dessa tensão e necessidade de rever o nosso quadro de relações está o sesquiquadrado de Sol a Quíron retrógrado em Peixes. Como sempre com Quíron, vêm à tona os sentimentos mais dolorosos que guardamos à porta fechada e temos de lidar com eles, co os limites nas relações, com o equilíbrio entre o dar e o receber, com o sofrimento ou vitimação que nos estiver a afectar. 

Depois desses assuntos estarem tratados, vem o trígono de Marte a Urano, hoje e nos próximos dias dar-nos a independência e estímulo a fazer o que queremos, livres de prisões antigas e imbuídos de um novo sentido de orientação para a vida. 

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: