Neptuno fez no ano passado uma breve aparição em Peixes, a 3 de Abril e aí ficou até 4 de Agosto quando voltou, retrógrado, aos últimos graus  de Aquário. Directo desde Novembro de 2011, entra, dia 3 de Fevereiro de 2012 de novo em Peixes, onde vai permanecer até 30 de Março de 2025.

No dia seguinte à sua entrada em Peixes, a 4  Abril de 2011, vieram a público as primeiras notícias de contaminação radioactiva do Oceano Pacífico, devido aos abalos á estrutura da central nuclear de Fukushima depois do tremor de terra e tsunami que abalaram o Japão a 11 de Março, no próprio dia em que Urano entrou em Carneiro.

Os ingressos dos planetas lentos em novos signos têm correlação com eventos na Terra, indiciados pelos arquétipos que simbolizam.  Neptuno é um planeta lento que demora 165 anos a dar a volta ao zodíaco, passando em cada signo entre 13 a 16 anos. Que simboliza Neptuno? Que aconteceu nas suas últimas passagens por Peixe? Que esperar deste novo ciclo?

Neptuno- o Mito

Diz o mito que quando os três irmãos Júpiter, Neptuno e Plutão derrubaram o pai, Saturno, dividiram o mundo em três partes. Júpiter ficou com os céus, Plutão os mundos subterrâneos e Neptuno os mares, com a forquilha e as rédeas do reino das águas. O seu mau feitio seria responsável por maremotos, tempestades, inundações, caos, confusões e tudo o que alastra sem controlo. Na bonança, Neptuno representa simboliza a sensibilidade artística, a compaixão, a espiritualidade. Não aceita convenções nem limites. É o sonho e o pesadelo. Flutuamos ou afogamo-nos.

A  descoberta do planeta

Apenas visível com a ajuda de um telescópio, aparentemente já Galileu em 1613 o teria anotado, sem saber no entanto que se tratava de um planeta. Só em 23 de Setembro de 1846 é que Neptuno foi identificado no Observatório de Berlin pelo astrónomo alemão Johann Gottfried Galle que confirmou o que o francês Urbain Le Verrier já tinha demonstrado matematicamente nos seus cálculos de  mecânica celestial. Em sincronicidade, em Inglaterra, o astrónomo John Couch Adams teria igualmente identificado o planeta a partir dos mesmo cálculos do matemático francês mas a recepção formal da sua descoberta tardou e oficialmente Galle venceu a corrida da descoberta do planeta mais distante a seguir a Urano.

A ilusão simbólica

Quando foi ” descoberto” estava a 28 graus da constelação de Aquário, prestes a entrar na constelação de Peixes onde se acrescentou a Júpiter como regente.

Astrologicamente reinando sobre as águas de Peixes passou a simbolizar a dissolução e tudo o que de bom ou mau isso implicar. As drogas que nos alteram a consciência, o cinema, a moda, a criatividade, a música e todas as expressões de transcendência do real têm a marca de Neptuno. O petróleo, cujo primeiro poço foi furado com Neptuno em Peixes, assim como a poluição dos mares são outras ilustrações do mesmo arquétipo.

A poesia, a diluição do ego na compaixão pelos outros, a entrega a ideais revolucionários, pulsões inconscientes,  delírios místicos, fantasias , abertura espiritual e grandes sonhos de criar uma sociedade melhor, existem também sob a regência de Neptuno.

Neptuno em Peixes, na História

Tanto individual como colectivamente, Neptuno traz, conforme o signo por onde passa, novas formas de olhar, ideais a defender,  filosofias a expandir, a dissolução de realidades ilusórias antigas e o alimento para novas ilusões, apoiadas em estruturas de poder religiosas, políticas, financeiras  ou sociais que aplicam esse paradigma ideal.

1192-1207– Ideais das Cruzadas, primeiro banco da Ordem dos Templários, união muçulmana sob Saladino e princípio do império de Genghis Kahn na China. Início da civilização Azteca

1356-1370–  Ínicio da Guerra dos 100 anos, a contaminação da peste negra dizima a Europa, os Dominicanos definem o Directório da Inquisição, o império Otomano expande-se e Timur toma o poder  sobre a dinastia Khan. Em 1357 a Revolta de Paris, põe fim à sociedade feudal e a economia passa a centrar-se mais no comércio e nas cidades do que na agricultura e nas terras.

1520-1534– Início do Protestantismo com a tradução da Bíblia para alemão por Lutero, O ouro espanhol trazido por Cortes destrói a economia europeia, Fernão de Magalhães dá a volta ao mundo, nasce o Dólar, nome dado em inglês a uma moeda de prata da Bohémia, o Johchimsthaler,  Copérnico descobre o modelo heliocêntrico do universo.

1684-1697– Auge do império espanhol. Início do Iluminismo- Spinoza, Loke, Hume e Voltaire, o Império Otomano é derrotado em Viena, Pedro o Grande expande o império russo

1847-1862– O império russo é o maior império do mundo em território contíguo e o Império britânico o maior império marítimo e territorial espalhado pelo mundo . Início dos ideais socialistas com a publicação do Manifesto Comunista por Karl Marx, Darwin escreve a Origem das Espécies, o Movimento Transcendental e o Espiritualismo triunfam nos Estados Unidos com Emerson, Whitman. Decorrem as Guerras do Ópio entre a China e a Inglaterra, Guerra Civil nos EUA. Na Europa em 1848 houve alterações radicais: em França, o rei abdicou, revoltas na Áustria, Hungria, Berlin, Estocolmo, nova constituição na Holanda e na Suiça. Nasce a Associated Press, que pretende cobrir o mundo noticiosamente.

2011-2025- A segunda parte deste artigo, em separado, Parte II

Anúncios