Pesquisar

Céus!!! Rosita Iguana

Os Astros dia a dia

Etiqueta

Lua quadrada a Plutão

Terça, 4/8/15- Entre o querer e o poder

Os limites das relações, do desejo, dos gastos, do exagero pessoal é o que está em causa desde ontem e até amanhã, provocando grande tensão entre o impulso de ter iniciativas que alterem a situação e a aparente impossibilidade de alcançarmos os resultados pretendidos. Deve-se a frustração à quadratura de Vénus retrógrada e Júpiter em Leão a Saturno retrógrado em Escorpião, enquanto que as emoções atormentadas derivam da Lua em Carneiro -que quer acção, – quadrada a Plutão em Capricórnio-  que a confronta com a força das estruturas e de poderes superiores -, a avançar para uma conjunção a Urano e trígono a Mercúrio que pode levar a espontâneidades de consequências imprevisíveis. É assim um tempo em que é preciso tomar decisões baseadas no que conseguirmos equilibrar entre o querer e o poder, a expansão e a contração, a projecção para amanhã e o peso de ontem.

Como Júpiter está em vésperas de mudar de signo para entrar em Virgem, estamos numa fase última de definir quem somos e como ou com que fundamentos vamos, durante os próximos doze meses, servir os nossos interesses e os dos outros. Júpiter e Saturno vão ainda fazer duas quadraturas em 2016, a primeira em Março e a segunda em Maio, de Virgem para Sagitário, sendo que o Sagitário é regido por Júpiter- o tom será sempre o mesmo- como alargar a esfera de acção dentro das restrições estruturais, pessoais ou colectivas.

Como Vénus e Júpiter estão agora conjuntos em Leão, pode haver a tendência  para só querer amor, divertimento, criatividade, sem pensar nem em ontem nem em amanhã. No entanto, a realidade mais tarde ou mais cedo abate-se sobre a febre e é daí que resulta, se bem consciencializada, a matéria de que de facto se podem construir os sonhos e que nos pode transformar- o Sol em Leão avança esta semana para um quincúncio a Plutão e da tensão pode resultar o renascer das cinzas- arrumados assuntos do passado, feridas do ego, avarias da máquina pessoal e da ideia que temos do amor pelo outro e do amor-próprio. É uma semana que exige muita revisão pessoal para esclarecer a parte de nós em que podemos confiar para nos guiar- Neptuno quincúncio ao Sol e sesquiquadrado a Marte.

A tela representa Orfeu e Eurídice pelo pintor inglês pré-rafaelita John Spencer Stanhope 1829-1908.

astro_w2gw_66_carta_do_dia.60420.26292

 

Orpheus_Eurydice-onbanksofstyxSpencerStanhope

 

Anúncios

Quarta, 8/7/15- Iniciativas, cuidados, guerras santas

Os sinais hoje são contraditórios e há que navegar águas turvas. Por um lado o impulso é o de tomar iniciativas, estar pronto a inovar, quebrar com o passado, com as defesas ou obrigações, porque a Lua está em Carneiro e pelo final da tarde faz quadratura a Plutão em Capricórnio, quadratura a Sol em Caranguejo e avança para uma conjunção a Urano que significa esperar o inesperado: talvez a boa surpresa de mundos e fundos ou o sentimento de que estamos a mostrar quem somos e o que valemos já que a Lua na sexta -feira de madrugada faz trígono a Vénus e Júpiter em Leão. Mas por outra lado, Mercúrio entra hoje também pela tarde em Caranguejo e os diálogos, razão, análise estão condicionados por esse tal sentido da segurança a garantir – o protecionismo domina a lógica. Para além de assim divididos entre a vontade de acção externa incitada pela Lua em Carneiro e seus aspectos e o debate cuidadoso sobre verdades emocionais, questões internas, da casa, família, tribo ou nação, vindos de Mercúrio em Caranguejo temos ainda de gerir as consequências da quadratura de Marte em Caranguejo a Neptuno em Peixes. Este aspecto leva-nos a querer agir em nome de uma causa, defender  raízes, os fracos, o que nos move o instinto, enquanto que Neptuno carrega ainda mais de idealismos essa acção. É bom para lutar por causas perdidas, gestos altruístas, guerras santas. Por isso mesmo pode causar muitos estragos em nome de falsas verdades. Tudo tem um reverso e o trígono de Marte a Neptuno empola sentimentos de fé e a sua defesa visceral, seja em gestos altruístas seja em actos terroristas..

A imagem é de um dos sete Arcanjos do Trono, o Arcanko Michael pintado por Guido Reni, pintor bolonhês do final do século XVI.
astro_w2gw_66_carta_do_dia.60527.42972

angels-101-the-seven-archangels-of-the-throne-W_scntve

Sexta, 15/5/15- Situações limite

Estamos a entrar numa nova fase e as rupturas com o passado são prováveis hoje mas o discurso tem de ser contido apesar de sentirmos fortemente o impulso de exprimir a verdade interior. A tensão tem vindo num crescendo como se algo tivesse de irromper antes de podermos lançar as bases sólidas para qualquer coisa de novo. Isso acontecerá na Lua Nova de Touro no dia 18, mas hoje algo pode cair cai para vir a dar lugar ao novo. Numa sucessão rápida, pela hora de almoço e princípio da tarde GMT, a Lua começa por fazer trígono a Júpiter em Leão dando-nos o fogo para tomarmos iniciativas segundo as mais genuínas convicções. Logo de seguida, a Lua faz quadratura a Plutão em Capricórnio e fazem-se sentir as tensões profundas no que respeita a organização das coisas em casa, no trabalho, nas estruturas de que dependemos ou controlamos. E logo depois a Lua faz conjunção a Urano estimulando reações  súbitas, alterações inesperadas das situações, a libertação de padrões antigos. Tudo isto é muito intenso e tem, à partida, um sextil da Lua a Mercúrio em Gémeos, pela manhã, que dá o mote da importância da comunicação em todas as perturbações do dia. Podia ser como uma corrente de ar ou grande vendaval que limpasse os céus mas há um grau forte de frustração se não conseguimos ter contenção ou reserva estratégicas. Isto porque tudo acaba por parecer estar num impasse com a Lua em semiquadratura a Marte em Gémeos e sesquiquadrado a Saturno em Gémeos, que por sua vez estão opostos entre si. Resultado, tempestades em panelas de pressão a menos que a tensão saia ordenadamente tendo em vista ganhar pontos, mais tarde. Não estamos tão seguros como isso com Júpiter em Leão em quincúncio a Plutão em Capricórnio. Por detrás das aparências de força temos de integrar as fragilidades e ter mais confiança na nossa verdade interior.

 

A tela é de Gustav Klimt, pintor austríaco, 1862-1918. Chama-se ” A Noiva” é é uma obra inacabada encontrada no estúdio depois da sua morte

astro_w2gw_75_carta_do_dia.51212.55888

the-bride-unfinished-1918

Sábado e Domingo 7-8/3/15- O difícil equilíbrio das relações

Todo o fim de semana, só há uma preocupação que é o estado de equilíbrio das relações. Sejam os laços pessoais, profissionais, financeiros, políticos ou diplomáticos, sábado e domingo é neles que concentramos as emoções, na busca aparentemente dificil de segurar as pontas face ao turbilhão de eventos, reações, mudanças que se precipitam com a Lua em Balança a activar a quadratura de Urano a Plutão e ainda a fazer conjunção ao Nódulo Norte, oposição a Marte e Vénus. De facto,com esta Lua, o que mais desejamos é que haja paz, amor, justiça, confiança e correcção em qualquer tipo de relação e como durante todo o fim de semana também o Sol está conjunto a Quíron em Peixes, torna-se claro que vamos ter de encarar dores e carências antigas, tomar consciência do que ainda nos perturba a consciência e o inconsciente e que se reflecte na forma como nos relacionamos e nas expectativas que temos das ligações aos outros. Há que começar por compreender quais são esses pontos de ferida com base na conjunção Sol Quíron em Peixes- a traição de dádiva amor, compaixão, entrega total. Face a este conflito emocional a Lua em Balança, procura amenizar as carências entre o dar e o receber, mas a tarefa não é fácil, principalmente no sábado- a conjunção da Lua ao Nódulo Norte é o sinal de que o que temos de procurar é de facto e equilíbrio mas tudo abana esse propósito, tudo o põe à prova. A tendência para a acção unilateral, contrária à desejada acção conjunta é estimulada por Marte, Urano e Vénus conjuntos em Carneiro, trígonos a Júpiter em Leão. A Lua em Balança está no polo oposto a sofrer a contradição entre os velhos impulsos e a harmonia a alcançar. A quadratura de todos a Plutão em Capricórnio salienta a tensão, dificuldades e compulsão em todas as necessárias mudanças profundas nas estruturas de que dependem essas relações em foco.
Em suma, um fim de semana complicado do ponto de vista relacional que pede cabeça fria para nunca se perder de vista que é a harmonia e não o conflito a que devemos aspirar.
astro_w2gw_125_carta_do_dia.68152.51677

astro_w2gw_125_carta_do_dia.68168.52826

Segunda, 12/1-15- É difícil harmonizar interesses

O desejo é de harmonia, boas relações a dois, em grupo, no colectivo e fluem os sentimentos de paz social no entanto, a frustração é grande e temos de nos confrontar com demasiado trabalho, demasiadas pressões, responsabilidades, controlos e perigos de agressão que dão cabo de quaisquer fantasias que pudesse haver. É a Lua em Balança conjunta ao Nódulo Norte que estimula a busca de paz e novos equilíbrios de poder, mas nesta posição também faz oposição a Urano e quadrado a Plutão, levantando questões sobre como podem as relações ajustar-se depois do que aconteceu na Lua Cheia, quando Sol e Lua activaram esse aspecto de alta tensão e transformação do status-quo. Assim, hoje, não só somos confrontados com as dificuldades de manter boas relações no quadro das crises e mudanças em curso, tendo talvez de fazer opções, escolher novos aliados, rejeitar velhos parceiros, como, com Marte a entrar em Peixes e a fazer quadratura a Saturno em Sagitário, vamos ver como a defesa dos nossos ideais é limitada por forças maiores, seja o sonho criativo, seja uma motivação ideológica em conflito com falta de meios, regras, censura ou outras formas de repressão. A chave está em não deixar de acreditar no nosso potencial ou na consciência que nos move e tentar limitar confrontos.  Em termos colectivos, a entrada de Marte em Peixes é sempre um tempo de afirmação de  ideologias, fés, religiões, ideais de vida, pela via da força, da declaração bruta de intenções. Saturno em Sagitário, onde entrou no Natal e onde não estava desde os anos 80, está correlacionado com recessão, censura, repressão ideológica, limites ao crescimento e o peso da lei. Nesses signos e em quadratura, Marte e Saturno promovem conflito e repressão.  Marte avança para um conjunção exacta a Neptuno a 19 e 20 de Janeiro, estímulo, na pior das versões, de forças inconscientes, excessos de droga, acções secretas, alterações de consciência, guerras santas, mas também, na boa versão de possibilidade de cura, boas intuições, e muita energia psíquica ou espiritual. Há que estar consciente dos riscos e aproveitar o estímulo criativo.

 

Segunda, 15/11- Em plena contestação

Desejamos mudar o mundo, queremos paz e harmonia, contas em ordem, consideração pelos nossos gestos mas para que isso aconteça há que criar outro quadro de relacionamentos, aceitar largar velhas dependências ou alianças e estar pronto para o que der e vier- não é tempo de certezas, apenas a garantia de há mudanças profundas em curso e a gestão dos desenvolvimentos não está fácil. A semana arranca com contestação do status quo, em plena quadratura de Urano a Plutão a agitar o que tem de mudar e a Lua em Balança a fazer um trígono a Marte em Aquário antes de ser “apanhada” pela oposição a Urano e quadratura a Plutão. Resultado, estamos em plena corrente de ar pessoal, social, política e financeira e só quem souber voar tem a vida facilitada. Vénus, que rege a Balança, está em trânsito em Capricórnio o que estimula o desejo de vencer obstáculos e dá a resiliência para, pedra a pedra, movermos montanhas. Temos toda a semana para limpar terreno para as novas estruturas que devem ser postas de pé quando Vénus fizer conjunção a Plutão e quadratura a Urano, a 20 e 21. Assim, esta segunda -feira temos os sinais do que vai mudar nos próximos dias. Há valores a mudar e há que aproveitar a boleia para, com o Sol e Mercúrio ainda em Sagitário, abrirmos horizontes e viajarmos no mundo físico ou das ideias. É preciso um olhar novo para investir psíquica  ou  financeiramente numa nova ordem.

astro_w2gw_125_carta_do_dia.54628.14885

 

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: