Pesquisar

Céus!!! Rosita Iguana

Os Astros dia a dia

Etiqueta

Urano directo

Segunda, 13/1/20 – E agora, é preciso encarar e trabalhar o novo ciclo…

Neste arranque de semana começamos a viver as consequências dos eventos dos últimos dias, -a Lua Cheia e eclipse – e também da conjunção de Saturno e Plutão, que persiste, e à qual se junta hoje o Sol.  É este alinhamento do Sol com Continue reading “Segunda, 13/1/20 – E agora, é preciso encarar e trabalhar o novo ciclo…”

Terça, 17/12- Lua Cheia em Gémeos: polaridades exacerbadas

As emoções são intensas e a tendência é para irmos num crescendo de conflito se não percebermos que a chave está no diálogo e na afirmação de um verdadeiro equilíbrio de poderes pessoais ou financeiros. São três os principais aspectos que contribuem hoje para vincar polaridades: em primeiro lugar, é dia de Lua Cheia com  a Lua em Gémeos oposta ao Sol em Sagitário- os grandes ideais ficam presos nos pequenos discursos ou, então, à visão de futuro opõe-se a conversa ligeira. Esta Lua Cheia ilumina todos os defeitos de comunicação ou as dificuldades em integrar emoções e receios com valores mais elevados. O segundo aspecto – que é também o que se vai prolongar até ao ínício de 2014 –  é a complexa activação da quadratura de Urano a Plutão por Marte em Balança: é preciso encontrar um novo equilíbrio nas relações, nas contas, na política, em sociedade mas isso obriga a redefinir estruturas de organização e poder, na casa, no empresa, no país e inovar ou libertarmo-nos de entraves antigos. O terceiro aspecto que acelera fricções é a entrada em movimento directo de Urano em Carneiro o que estimula acções independentes, egocêntricas, em que a falta de consideração pelos outros está espelhada na oposição a Marte. Desde 18 de Julho passado que Urano está retrógrado e estivemos a rever iniciativas e rompantes. Agora é novamente tempo de acção e inovação. Face a estes três tentadores estímulos para passarmos por cima de tudo e de todos, o que há mesmo a fazer é: não o fazer…. Com o Nódulo norte e Saturno em Escorpião em trígono a Júpiter em Caranguejo há que transformar as estruturas existentes, rever dívidas e dependências mas com respeito por limites comuns e na perspectiva de ampliar as bases de segurança idealizadas já que o Sol em Sagitário é regido por Júpiter. O egoísmo não compensa e nas próximas duas semanas vamos ser testados em várias frentes.

astro_w2gw_45_carta_do_dia_hp.38180.64100

Sexta, 14/12- Comunicar é a chave

Tudo se torna mais claro depois da Lua Nova e agora que Urano entrou directo. Claro que ainda é cedo para fazer um calendário de gestão dos desenvolvimentos mas as ideias chaves estão na mesa e só há que esperar até à Lua Cheia de 28 para se conhecer toda a amplitude das consequências.  Comunicar é hoje a palavra chave para pôr tudo em marcha. Mercúrio, o mensageiro está em Sagitário e faz um trígono a Urano, estimulando soluções inteligentes, diferentes e viradas para o futuro. Como Mercúrio também faz um paralelo a Plutão, a discussão será profunda, não ficará pedra por virar, só é preciso ter cuidado em não ser manipulado nem excessivamente crítico. O último aspecto de Mercúrio que hoje influencia todos os contatos é a sua quadratura a Quíron que evidencia o que está mal, que dói, feridas de relação e que pede atenção ao que ous outros nos dizem assim como cuidado com as palavras que usamos.

De resto, desde a madrugada que a Lua activa a quadratura de Urano a Plutão e por isso os sentimentos estão á flor da pele na busca de uma nova ordem a que nos possamos agarrar. Reprimir compulsões, procurar uma nova forma de organização ou controlar a reformulação das estruturas que nos regem é o que pede esta Lua assim aspectada.

No final, há que equilibrar otimismo e peso das reformas, a abordagem de futuro e os custos do passado. É a semiquadratura do Sol a Saturno em Escorpião que sintetiza os desafios do dia.

astro_w2gw_111_carta_do_dia_hp.65270.19390

Segunda, 5/12- Um dia positivo

O que decidirmos hoje para as nossas finanças ou ligações tem todas as hipóteses de ser bem organizado e aplicado detalhadamente graças ao trígono de Vénus em Capricórnio a Marte em Virgem. Assim, depois de dia 1 e 2 termos conseguido as transformações de fundo requeridas ( na conjunção de Vénus a Plutão), hoje e amanhã é o tempo de as pormos em marcha com a ajuda deste aspecto que apoia uma nova organização das relações pessoais, profissionais, políticas e financeiras.

Pela manhã, com o Sol conjunto ao Nódulo Lunar em Sagitário, em trígono à Lua em Carneiro, sentimos  que as nossas ideias são as certas e que as emoções estão alinhadas com os objectivos.  É o último aspecto que sol e Lua fazem antes do eclipse do próximo dia 10 em que Urano entra também directo e retomam os processos bloqueados desde 10 de Julho.  Daí a importância das iniciativas a tomar hoje que podem ainda ser comunicadas com todo o fogo e clareza- e abrir portas  a longo prazo – devido ao semi-sextil de Mercúrio à Vénus.

Nos horóscopos da zona Euro estes aspectos reflectem-se na oportunidade de concretização de propostas em vesperas da Cimeira Europeia que terá lugar em pleno eclipse e com Urano a entrar directo estimulando rupturas e especulação entre os parceiros por esse parceiro ser o regente da V e estar em trânsito na VII. Como fará um trígono à Lua regente da X, semanas depois, espera-se que as soluções políticas tenham bom eco junto da opinião pública. Aliás, a conjunção do Sol e do Nódulo Lunar Norte hoje e amanhã ao Saturno natal do horóscopo do Tratado de Roma, na Casa III, regente da IV e da V permite dizer que os ideais que estão a ser trabalhados como objectivo futuro têm em vista a estabilização das trocas bancárias, do território comum e o combate à especulação.

Para o governo de Passos Coelho, esta segunda feira a ansiedade está no campo da fiscalidade, empréstimos, juros e apoios externos com a Lua em Carneiro a transitar a casa VIII da divida, opondo-se a Saturno na II o que deprime as relações económicas, traz ameaças de recessão e dúvidas sobre a organização da economia. Marte está quase a passar o ascendente o que significa que já hoje ou nos próximos dias possamos assistir a tomadas de posição públicas e maior assertividade do governo em questões financeiras e de alienação de património, em sectores como os media, transportes e energia.


Quarta, 30/11- Rever os fios, desfazer nós, reatar laços

Em véspera da conjunção exacta de Vénus a Plutão em Capricórnio sentimos já os sinais de transformação estrutural das nossas relações e finanças. Sejam os afectos, acordos, sentido estético ou organização financeira, todos estão em vias de serem profundamente alterados de forma a que as ligações desajustadas à actual realidade sejam substítuidas por novos paradigmas.  Na semana passada, sábado 26, Vénus fez um quadrado a Urano em Carneiro despoletando a liberdade de acção que permite agora a transformação de base daquilo que partilhamos com pessoas ou instituições.  É um trânsito intenso para o qual  a Lua hoje em Aquário contribui estimulando o desejo de diversidade e de eco global para as nossas iniciativas.

Também um aspecto de Mercúrio ao Nódulo Lunar Norte em Sagitário anima a comunicação e diálogo sobre novas ideias e soluções inovadoras. Como Mercúrio está retrógrado, já passou por este ponto e vai voltar a passar em Dezembro, assinalando todo um período onde o mesmo tema será recorrente até estarem assentes todos os detalhes das conversações e se vislumbrarem posições finais. Para os pormenores,  contribui o trânsito de Marte em Virgem, signo regido por Mercúrio.

Todos estes aspectos são de particular relevância no contexto da crise financeira da zona euro já que são síncrones com grande intensidade negocial  sobre novas formas de atender ao agravamento da situação ( Mercúrio paralelo e conjunto ao Nódulo Norte em Sagitário). Marte ( regente da VII ) em Virgem ilustra o esforço dos parceiros comunitários em atenderem aos pornenores  das questões de créditos e mercados e a conjunção de Vénus a Plutão em Capricórnio assinada transformações profundas na situação de algumas das dívidas ( tanto se podem agravar e serem qualificadas de lixo pelas agências de rating como pode haver socorros do FMI a países como Itália ou novos fundos europeus para a Grécia.  Este aspecto de Vénus também pode assinalar potenciais fundamentos de novos acordos estruturais para a resolução da crise, se politicamente houver acordo sobre a possibilidade de actuação do Banco Central Europeu ou se os ministros das Finanças reunidos hoje avançarem no reforço dos fundo europeu de solidariedade financeira. Mas estes  não podem ver a luz do dia enquanto Mercúrio e Júpiter estiverem retrógrados –  o que nos leva para o final de Dezembro, depois do eclipse de dia 10 em que Urano também entra directo em pleno Conselho Europeu, capaz de aprovar  polítcas de fundo. Soberania ou Euro é a questão.

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: