Quarta, 30/11- Rever os fios, desfazer nós, reatar laços

Em véspera da conjunção exacta de Vénus a Plutão em Capricórnio sentimos já os sinais de transformação estrutural das nossas relações e finanças. Sejam os afectos, acordos, sentido estético ou organização financeira, todos estão em vias de serem profundamente alterados de forma a que as ligações desajustadas à actual realidade sejam substítuidas por novos paradigmas.  Na semana passada, sábado 26, Vénus fez um quadrado a Urano em Carneiro despoletando a liberdade de acção que permite agora a transformação de base daquilo que partilhamos com pessoas ou instituições.  É um trânsito intenso para o qual  a Lua hoje em Aquário contribui estimulando o desejo de diversidade e de eco global para as nossas iniciativas.

Também um aspecto de Mercúrio ao Nódulo Lunar Norte em Sagitário anima a comunicação e diálogo sobre novas ideias e soluções inovadoras. Como Mercúrio está retrógrado, já passou por este ponto e vai voltar a passar em Dezembro, assinalando todo um período onde o mesmo tema será recorrente até estarem assentes todos os detalhes das conversações e se vislumbrarem posições finais. Para os pormenores,  contribui o trânsito de Marte em Virgem, signo regido por Mercúrio.

Todos estes aspectos são de particular relevância no contexto da crise financeira da zona euro já que são síncrones com grande intensidade negocial  sobre novas formas de atender ao agravamento da situação ( Mercúrio paralelo e conjunto ao Nódulo Norte em Sagitário). Marte ( regente da VII ) em Virgem ilustra o esforço dos parceiros comunitários em atenderem aos pornenores  das questões de créditos e mercados e a conjunção de Vénus a Plutão em Capricórnio assinada transformações profundas na situação de algumas das dívidas ( tanto se podem agravar e serem qualificadas de lixo pelas agências de rating como pode haver socorros do FMI a países como Itália ou novos fundos europeus para a Grécia.  Este aspecto de Vénus também pode assinalar potenciais fundamentos de novos acordos estruturais para a resolução da crise, se politicamente houver acordo sobre a possibilidade de actuação do Banco Central Europeu ou se os ministros das Finanças reunidos hoje avançarem no reforço dos fundo europeu de solidariedade financeira. Mas estes  não podem ver a luz do dia enquanto Mercúrio e Júpiter estiverem retrógrados –  o que nos leva para o final de Dezembro, depois do eclipse de dia 10 em que Urano também entra directo em pleno Conselho Europeu, capaz de aprovar  polítcas de fundo. Soberania ou Euro é a questão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: