Pesquisar

Céus!!! Rosita Iguana

Os Astros dia a dia

Etiqueta

Lua conjunta a Quiron

Quarta, 13/5/15- Sensibilidade, frustração, impasses a resolver pelo seguro

Ir ou não ir, dizer ou não dizer, criticar ou pensar melhor- estamos divididos e sentimo-nos presos dessa oscilação entre a urgência de exprimir posições e o bom senso ou limites que obrigam a reflectir qual o bom caminho a tomar ou princípios a seguir. Ir só se valer a pena depois de bem definidas as prioridades  -esta a síntese a fazer sobre esta zanga reprimida que é a grande marca da semana com Marte em Gémeos desde ontem e até domingo em oposição a Saturno em Sagitário. Estamos hiper-sensíveis com a Lua em Peixes e sentimos todas as dores do mundo quando a Lua fizer conjunção, pela tarde, GMT, a Quíron. O sextil ao Sol em Touro e o trígono de Vénus em Caranguejo a Neptuno em Peixes é o que nos leva a tentar saciar as carências na busca de segurança junto dos que conhecemos há muito tempo, dos valores seguros, das relações familiares ou dos bons investimentos em bens palpáveis. Por isso, a decisão de seguir em frente apesar dos travões existentes passa necessariamente pelo esforço de garantir que os passos a dar não ponham em risco a estabilidade de relações e bens e que de preferência contribuam para melhorar essas mesmas condições.

A imagem é da NASA foi divulgada ontem, é  Saturno visto pela sonda Cassinni a 15 de Fevereiro passado.

astro_w2gw_75_carta_do_dia.75309.26369

pia18314-1041

Segunda, 8/9- Riscos em vésperas de Lua Cheia

A tendência para correr riscos, agir intempestivamente ou organizar tudo sem consideração pela opinião alheia é maior hoje com o quincúncio do Sol em Virgem a Urano em Carneiro. No entanto, sentimos em simultâneo o desejo de responder às responsabilidades, ser produtivo e fazer o que for preciso para restruturar a longo prazo bens, poderes, ou a ordem geral das coisas, graças ao sextil do Sol a Saturno em Escorpião. No fundo há um motor de acção em marcha com objectivos precisos,  métodos radicais e a uma ideia de verdade na mira devido à aproximação da Lua Cheia em Peixes.

A Lua já está em Peixes, faz oposição a Vénus em Virgem, conjunção a Netuno e vai fazer oposição ao Sol em Virgem na Lua Cheia da madrugada de dia 9. Está já no ar a grande questão que esta Lua Cheia levanta: como vamos levar a cabo a defesa dos nossos ideais?  com fundamento vamos prestar serviço, qual a verdade que deve guiar os nossos gestos no quotidiano, no trabalho, na análise das questões? Vamos pela razão ou devemos ouvir o coração no amor, na dádiva, nas opções em cima da mesa? A oposição da Lua a Vénus já hoje dá o arranque a essa aspiração de servir ideais nas relações sejam elas sentimentais, organizacionais ou mesmo financeiras. Queremos pôr em prática aquilo a que aspiramos mas podemos estar confusos ou iludidos quanto ao que nos move ou onde queremos chegar devido à conjunção da Lua a Neptuno. Estamos certamente hiper-sensíveis e é bom, devido à oposição ao Sol, tentar equilibrar a emoção com a lógica, um desafio ainda maior no momento da Lua Cheia que vai estar conjunta a Quíron. Nos Símbolos Sabianos, o grau onde se passa esta Lua Cheia corresponde à oposição entre o Sol em “ Um vulcão em erupção” e a Lua e Quíron em “ Um caminho de redenção”. Há de facto um vulcão em início de erupção na Islândia e conflitos explosivos face aos quais o que a Lua e Quíron nos pedem é procurar a salvação numa qualquer verdade espiritual, filosófica, transcendente, humanista, renascermos das cinzas, do vulcão ou dos danos da vida. O risco é o fundamentalismo, guerras santas e a ilusão da detenção de uma verdade única. Com Marte a entrar em Sagitário dia 14, a luta pela verdade pode fazer batalhas.

astro_w2gw_125_carta_do_dia_hp.62602.25455

 

 

 

 

 

Sábado, 1/1- Esquecer ou sonhar….

Música, filme, arte, alcool, drogas, fé, fantasias, ilusão amorosa, transcendência, tudo o que nos altere a consciência, em queda ou elevação é fonte de desejo hoje com a Lua em trânsito em Peixes  onde se funde primeiro com Mercúrio e Neptuno e, pela noite, com Quíron, todos de passagem nesse signo onde se dissolvem as realidades. Os sentimentos estão à flor da pele, somos esponjas do que nos rodeia e os limites difíceis de perceber ou pôr em prática. Numa sequência, a Lua começa por se unir a Mercúrio para falarmos do que nos move e de seguida faz conjunção a Neptuno exacerbando criatividade, sentimentos, sensações, intuições e encantamentos enquanto o paralelo de Mercúrio a Neptuno alinha a razão com o espírito e o idealismo se torna o motor de qualquer actividade ou comunicação. Quando, pelo final do dia, GMT, a Lua se encontra com Quíron, uma qualquer provocação leva-nos a ter de reavaliar feridas antigas mas o trígono da Lua a Júpiter em Caranguejo garante que o dói tem cura e tudo de bom se torna novamente possível.

astro_w2gw_45_carta_do_dia_hp.56784.21610

Domingo, 10/3- Um mar de emoções

Já estamos a navegar nas águas da Lua Nova de amanhã, um mar de emoções, fantasias, ideais ou recordações tanto de grandes alegrias como de dores antigas.  Tudo nos toca e suscita imagens psíquicas:um encontro, um filme, música, as artes, o amor, a fé… Mas cuidado com as distrações e abusos de substâncias alteradoras de consciência….

A Lua entra hoje em Peixes e até se encontrar com o Sol amanhã às 19.42 GMT começa por fazer uma conjunção a Neptuno ao meio-dia e por aí fora, toca Mercúrio, Quíron, faz um trígono a Saturno em Escorpião, de seguida conjunção a Vénus e chegamos à Lua Nova de Peixes.  Como num filme,  – e é Neptuno que rege o cinema – saimos da nossa própria realidade e, em sequência,  projectamos emocionalmente empatia, compaixão ou sonhos alimentados pela conjunção a Neptuno em que se ensopam e que de seguida são expressos por Mercúrio, sentidos pessoal  e profundamente em Quíron, capazes de ser ultrapassados com uma nova organização a longo prazo dos poderes e bens partilhados com o trígono a Saturno, vividos generosamente em dádiva universal no contacto com Vénus para depois começarmos um novo ciclo lunar com a conjunção ao Sol.

Mas a Lua nova é só amanhã, segunda-feira e hoje a Lua neste percurso fica-se apenas pela conjunção a Neptuno, Mercúrio e a Quíron. Ou seja, é de facto um dia cheio de emoções que temos de debater indo ao fundo das coisas para amanhã não só abrimos nova página como termos a força de afirmar os propósitos com a conjunção seguinte a Marte.

astro_w2gw_111_carta_do_dia_hp.46061.13022

Quinta, 27/9- Exaltação, roleta e a percepção do que falta

Os ânimos excitam-se na busca da satisfação do desejo amoroso, criativo ou financeiro. Queremos provocar, mudar, revolucionar e o resultado pode levar-nos ao rubro de prazer ou de frustração. Já há alguns dias que este aspecto se tem vindo a desenvolver e hoje atinge o ponto máximo da quadratura em curso de Vénus em Leão a Marte em Escorpião.

A acrescentar à sensação de que tudo acaba por ser uma lotaria temos o contraparalelo do Sol em Balança a Urano em Carneiro, a caminho, no próximo dia 30,  da oposição exata em simultâneo com uma quadratura a Plutão, no dia em que a Lua vai estar Cheia em Carneiro ativando também esta tensão máxima. Apesar de ser só daqui a três dias que todos estes aspectos ocorrem ao mesmo tempo,  o contraparalelo de hoje ilustra já como tudo pode mudar inesperadamente, o que tinhamos como garantido deixar de o ser, as relações estáveis ou acordos que podem ruir de surpresa ou termos de baixar os braços quando pensavamos que podiamos combater.

Com a Lua em Peixes conjunta a Quiron e em quincúncio ao Sol, o equilíbrio que esperamos nas relações e nas finanças é contrariado pelo que intuimos ser a realidade. Por mais compromissos que se possa assumir, não encontramos satisfação nem eco adequado à nossa carência. O que começamos por idealizar, com a conjunção a Neptuno rapidamente se revela insuficiente no detalhe e no plano geral com a conjunção a Quíron.

Sexta, 31/8- Lua Azul: um mar de emoções, revisão da matéria, fim das vaidades

É uma Lua Azul, a Lua Cheia de hoje, fenómeno pouco frequente, ocorre apenas uma vez cada dois anos e sete meses, quando no mesmo mês temos duas Luas Cheias. Esta Lua Azul acontece conjunta a Neptuno, o planeta das águas, das emoções e dos estados alterados de consciência e conjunta a Quíron regente das dores fundas que buscam alívio e cura. Com a Lua Azul, Neptuno, e Quíron conjuntos em Peixes não há grandes dúvidas quanto à carga emocional do dia- tudo é emoção, vivemos uma hiper-sensibilidade, somos a música, o espírito, o universo, o que quisermos ser, de preferência sem recurso a alcool nem drogas…. O amor e fantasia também fazem parte do quadro.

O que fica hoje exacerbado é o contraste entre a pulsão de análise critíca, de organização de detalhes ou miudezas, ou ordem burocrática dos serviços a prestar e idealismo, misticismo ou sentimentos de fusão amorosa ou universal, porque a Lua, ao estar cheia em Peixes opõe-se necessariamente ao Sol em Virgem.  Encontrar o equilíbrio entre a árvore e a floresta ou entre a gota de água e o oceano, é o grande desafio deste aspecto.

Nessa busca de equilíbrio,  joga ainda a sesquiquadratura do Sol a Vénus em Caranguejo que torna difícil harmonizar independência e dependência, egocentrismos e generosidade amorosa, solidão e familía.

A chave está em dizermos a verdade que sentimos interiormente, mesmo que seja para ser atacada e regenerada, livre de narcisismos ou soberbas, nesta Lua Cheia e nos próximos dias. Mercúrio em Leão faz quadratura aos Nódulos Lunares recentemente entrados em Escorpião e a criatividade ou individualismos têm de ser depurados de vaidades.

É uma Lua Cheia perfeita para abrir o espírito, rever a matéria, regenerar o todo. Curiosamente, a próxima Lua Azul ocorre em Julho de 2015, no final da série de quadraturas de Urano a Plutão que tiveram inicio em Junho deste ano e que hão de regenerar o sistema politico/financeiro em crise desde que Plutão entrou em Capricórnio em 2008.

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: