Quinta, 11/12- O que mudou esta semana

Esta semana dois eventos astrológicos preparam o terreno para outros dois que ocorrem em cima do Natal. Vénus, planeta do amor, das relações, das finanças, justiça e paz entrou em Capricórnio, regido por Saturno e Júpiter ficou retrógrado em Leão, regido pelo Sol. No dia 22, Urano passa a directo em Carneiro, regido por Marte e Saturno sai de Escorpião onde esteve nos últimos dois anos para o Sagitário, signo regido por Júpiter.

Vénus em Capricórnio são os orçamentos de fim de ano, a seriedade das relações, o lado prático da forma como nos relacionamos com os outros nos afectos, na burocracia, nas regras do jogo pessoal, material, estrutural. É, sem frivolidade e com atenção ao longo prazo, que nos projectamos nas trocas emocionais ou comerciais, procurando uma rede de segurança que defina a nossa própria posição. Este pragmatismo anunciado por Vénus é acompanhado desta vez pela inversão de marcha de Júpiter em Leão que pede introspeção e uma re-avaliação do ego que projectamos, do orgulho envolvido, das verdades em que apostamos. Com Júpiter retrógrado a expansão tem de ser interior, há que avaliar se estamos a ser quem somos e se, apesar da viragem para dentro, surgirem oportunidades, estas serão certamente o resultado de acções ou contactos passados. É boa altura para fazer revisão da matéria, seja ela qual for: quem somos, o que sabemos, em que acreditamos, em que apostamos, o que queremos alcançar. Juntos, Vénus em Capricórnio e Júpiter retrógrado trazem sobriedade na relação com nós próprios e com o mundo. Não é tempo de entusiasmos nem festa, é tempo de cuidar da ordem interna e externa, por a vida em dia nos papéis, nas relações, nas contas, na avaliação de objectivos.

Antes do final do ano, Urano vai entrar directo em Carneiro o que estimula a tomada de iniciativas inovadoras, o ir á guerra pela diferença, a liberdade, a mudança de paradigmas já que está em quadratura a Plutão, na série de sete aspectos tensos que de 2012 a 2015 destroem velhas ordens e poderes, redefinem dividas e dependências, inauguram outras estruturas de funcionamento. Em directo, Urano acelera e exterioriza esses processos e com Vénus em Capricórnio e Júpiter retrógrado, essa urgência quer-se aplicada à organização de bens e relações, interiorizando que não há lugar para expansão, esbanjamento, optimismos não fundamentados, egos exaltados. Para fechar o quadro Saturno entra em Sagitário, signo regido por Júpiter e traz consigo uma nova ordem, regras, limites, custos e responsabilidades ao conhecimento, expansão, crescimento, fé. Recessão, fundamentalismo religioso, limites bancários são efeitos tradicionalmente associados a Saturno em Sagitário mas também podemos procurar saber mais, estruturar melhor os ideais, fundamentar melhor os princípios com que queremos viver.

Amanhã, sexta feira, – por gralha saíu ontem o texto- é um dia ilustrador do que está a germinar- Tudo pode parecer possível, mas não é- o rigor das contas e a avaliação das consequências sobrepõe-se a quaisquer devaneios. A corrida tem novas regras- e travões….

A tela é de Robert Delauney.

4 thoughts on “Quinta, 11/12- O que mudou esta semana

Add yours

  1. Como Sempre Querida Rosita, a análise cuidada dos teu Céus criam em Nós a Observação do Todo em Nós, no que se move. Numa Vontade continua de tocarmos vibrações mais elevadas de um Céu na Terra.
    Muito Grata;)

    1. Rosário…. o Touro nunca está esquecido, nem o Touro nem signo algum… vou escrevendo dia a dia sobre os trânsitos, todos os meses a Lua passa pelo Touro e falo disso e quando chega a finais de abril, maio, pois é com a energia de Touro que pomos os pés na terra para ver o resto dos céus……
      No entanto, o propósito desta coluna é tentar descrever como estão em geral os céus astrológicos no dia seguinte, tal como vemos a metereologia para decidir se levamos chapéu de chuva ou sandálias. cada qual, conforme o seu signo e o resto do seu horóscopo natal vai interpretar os sinais como melhor entender…. mas tem razão, agora que Saturno tem andado em Escorpião nestes últimos dois anos, a fazer oposição a Touro, o peso das dependências obriga a uma reavaliação do valor pessoal…não está esquecida!

Deixe uma Resposta para rosario costa Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: