Egos inflamados e excessos de ambição ou confiança são o grande risco hoje a menos que se encontre um equilíbrio na relação com os outros ou entre as aspirações pessoais e a forma como nos inserimos em grupos. De facto, podemos pensar que nada nos trava com o Sol em Aquário em oposição a Júpiter em Leão, ambos em sextil e trígono em Carneiro e em semi-sextil e quincúncio a Plutão em Capricórnio. Ou seja, no cenário revoluções em curso nas nossas vidas pessoais, profissionais ou nas estruturas políticas e sociais onde estamos inseridos, queremos ir mais longe, apostar a fundo na diferença, podendo exagerar mais ainda já que a Lua em Virgem nos faz perder a noção de conjunto, obcecados que estamos com o detalhe crítico.
No entanto, uma quadratura da Lua a Saturno em Sagitário e um quincúncio a Mercúrio retrógrado em Aquário são o sinal de que há regras que não podem ser ultrapassadas, princípios ou fundamentos rigorosos e limitativos e questões pendentes a que há que atender dentro desses parâmetros já que Mercúrio retrógrado faz sextil a Saturno em Sagitário. Outro aspecto que hoje pode baralhar um bocadinho os dados é a oposição da Lua em Virgem a Neptuno em Peixes, e a série de oposições que, até amanhã, a Lua faz sucessivamente a Vénus, Quíron e Marte em Peixes. Ou seja, por um lado estamos ansiosos com os detalhes a resolver mas, por outro, queremos abrir mão de “ninharias” e entregarmo-nos ao que achamos que pode ser um desígnio maior. A questão está em definir essa perspectiva mais filosófica ou espiritual que tem de ser balançada com os detalhes de serviço e as questões de organização ou limites da razoabilidade impostos pela quadratura de Saturno. Ter ou não ter os pés na terra com o fogo a impulsionar iniciativas menos claras no meio do que já está em franca transformação é o desafio de hoje, dia em que o quincuncio do Nódulo Norte em Balança, a Vénus seu regente em Peixes traz a mensagem mais clara- generosidade precisa-se para se chegar a acordos.

astro_w2gw_75_carta_do_dia.69296.42428

Anúncios