Sucedem-se as emoções ao longo do dia, da aspiração de segurança ideal, em casa, família, nas raízes do sentir, pela manhã GMT até à noite  – em que temos de ultrapassar obstáculos como perder o medo do desconhecido e descobrir forças novas de afirmaçāo, construção e regeneração das estruturas de vida. É a Lua em Caranguejo que começa o dia em trígono a Neptuno em Peixes elevando a sensibilidade ao que nos rodeia e à nossa posição e segurança na ordem geral das coisas. Como a Lua faz, em simultâneo, quadratura ao Sol em Carneiro – que pôr sua vez está em trígono a Saturno em Sagitário, – percebemos, logo pela manhã,  que não podemos sonhar demais com condições ideais porque o fundamental é tomar iniciativas com princípio, meio e fim sem nos prendermos ao que foram seguranças passadas nem nos perdermos em fantasias de futuro.  Conscientes de que muito está a mudar e que essas transformações são inevitáveis apesar do processo ser lento, temos algum optimismo ou expectativas de bons resultados, satisfação material, valorização do investimento pessoal graças à quadratura de Vénus em Touro a Júpiter em Leão –  no pano de fundo das mudanças radicais impulsionadas pela quadratura de Urano a Plutão. Mas vamos ser levados, no final do dia a novos desafios extremos de controlo, entrega, libertação do passado e construção de outra organização com outros equilíbrios nas relações pessoais ou financeiras. Isto porque a Lua, ao final do dia,  activa a quadratura de Urano a Plutão e faz também quadratura ao Nódulo Norte. Temos assim pela frente uma sexta feira emocionalmente tensa em que, num crescendo, somos chamados a aceitar que as regras do jogo agora são outras e temos que evoluir sem medos mas com um propósito claro, ajustando rotinas, relacionamentos, valores e iniciativas aos sinais do tempo.

astro_w2gw_75_carta_do_dia.51559.28874

Anúncios