No início tudo parece nebuloso, podemos querer acção mas estamos divididos entre o sonho e a necessidade de tomar medidas concretas, Gradualmente, ao longo do mês a máquina põe-se em marcha, um motor potente de transformação em aquecimento até aos últimos dias em torno de 27 de Setembro quando vemos que já não há voltar atrás nem nada se pode fazer sózinho. O que se segue é, em resumo, o calendário das principais datas em que as posições dos planetas mais influência podem ter nas marés de acontecimentos e em quem tiver aniversários nas datas indicadas. Claro que se tiver o ascendente ou quaisquer planetas nos signos e graus deste calendário pode sentir a sua repercussão conforme a sua natureza e casa onde cairem.

Terça, dia 1- Sol oposto a Neptuno- Trabalhar o sonho

O mês começa com o Sol em Virgem oposto a Neptuno a Peixes o que nos deixa divididos entre a fantasia e a realidade, a compaixão e a contabilidade, a fé e a organização. Marte e Vénus estão em Leão a estimular a paixão de sermos e agirmos como dita o coração, mas as condições não estão ainda reunidas para isso acontecer claramente.
Importante para os nascidos em volta de 1 de Setembro, 1 de Março, 1 de Junho, 1 de Dezembro e 7 de Agosto.

Segunda, dia 7- Vénus directa a 14 de Leão- Ser é dar e criar

Vénus, planeta do amor, das relações, do valor das coisas, estética e prazeres termina um período de retrógadação de 40 dias que começou a 26 de Julho. Acabado o tempo de reflecção, interiorização, revisão do amor próprio e das coisas, podemos finalmenre mostrar o que valemos, do que gostamos, o que temos para dar. Como Marte também está em Leão, é com Fogo que exprimimos os sentimentos, mesmo os mais analíticos estimulados pelo Sol em Virgem. Um trígono do Sol a Plutão dá outro empurrão para que haja mudanças na ordem das coisas.
Importante para os nascidos em volta de 7 de Agosto, 6 de Setembro, 4 de Março, 6 de Julho

Domingo, dia 13- Lua Nova e Eclipse parcial do Sol a 20 graus de Virgem- Bem fazer

Este é o sinal de que há que ter outra postura no trabalho, no serviço, na forma e conteúdo do que temos para dar e também como cuidamos de nós próprios. Mercúrio regente da Virgem está em Balança, em vésperas de entrar retrógrado o que se traduz na necessidade de dialogar, procurar acordos, analisar em conjunto e comunicar com harmonia de forma a lançar as sementes de maior produtividade e melhor serviço. Quanto mais nos dermos, mais nos dedicarmos, mais inteligentemente fizermos a gestão do que tivermos em mãos, melhor os resultados a ver no fim de Outubro quando Marte tocar o ponto do eclipse. É preciso não ficar obcecado com inseguranças materiais nem perdermo-nos nos detalhes sem ver o quadro todo, falar em excesso em todas as direcções, ser tão crítico que se destróem relações e resultados. O eclipse do Sol revela o lado sombra das energias vitais que há que corrigir para aperfeiçoar atitudes.
Saber discriminar de forma construtiva em relação a si próprio e aos outros é o que se aprende nesta Lua e eclipse.
Importante para os nascidos em volta de 13 de Setembro e 11 de Março

Sexta, dia 18- Mercúrio retrógrado, Saturno em Sagitário- Rever acordos, definir princípios

Temos até 10 de Outubro para rever as últimas negociações e informação no quadro das alianças que pretendemos vir a forjar, com a paciência que requer Mercúrio em retrogradação. Não só sentimos hoje que é tempo de revisão como sentimos todo o peso e responsabilidade da entrada de Saturno em Sagitário. Que ideias, que princípios condutores, que novas regras de expansão temos de adoptar? Quais as regras que devem reger a banca internacional, como lidar com a recessão, como controlar migrações, como estruturar saberes, como viver com imposições religiosas, são muitas das questões que a nível colectivo se levantam desde hoje e nos próximos dois anos no trânsito de Saturno no signo regido por Júpiter, o planeta do Tempo, Karma, da contração a impôr-se sobre signo da expansão. Mais sim, mas só com regras e essas vão ter de ser renegociadas é o sinal dado pelos aspectos de hoje.
Importante para os nascidos em volta de 9 de Outubro, 23 de Novembro, 21 de Maio, 18 de Fevereiro e 23 de Agosto

Terça, dia 22- Vénus trígono a Urano- Propôr novas soluções

Um bom dia para fazer qualquer coisa de diferente, com ânimo, e a ambição de ir mais longe estimulada pela Lua em Capricórnio apoiada num trígono a Júpiter em Virgem. O que quisermos organizar pode correr bem, se inovarmos, nos empenharmos no processo e planearmos a longo prazo.
Importante para os nascidos em volta de 11 de Agosto e 9 de Abril
Quarta, dia 23- Equinócio, Sol em Balança conjunto ao Nódulo Norte- Tempo de alianças

Sózinhos não vamos a lado nenhum. É em parceria, coligação, casamento, em conjunto e em harmonia que temos de agir, sem medos de perder a identidade própria nem receio de criar novas estruturas. Esta a mensagem deste equinócio, em vésperas de Plutão entrar directo e pôr em marcha as mudanças de fundo.
Importante para os nascidos por volta de 23 de Setembro e 20 de Abril

Sábado, dia 26- Marte em Virgem, Plutão directo- Os motores em marcha

Agora é que não há voltar atrás. Estamos a agir minuciosamente e a pôr em marcha a organização do que de mais profundo tem de ser alterado na ordem em que estamos inseridos, seja em casa, no trabalho, na política, nas estruturas que nos regem individual e colectivamente. Quando, em meados de Outubro, Marte fizer conjunção a Júpiter e trígono a Plutão, novas parcerias podem desenvolver o trabalho de mudança agora anunciado.
Importante para os nascidos por volta de 23 de Agosto, 19 de Fevereiro, 3 de Janeiro

Segunda, dia 28 -Lua Cheia em eclipse total a 4 graus de Carneiro- Crises de vontade

O mês acaba com a imensa intensidade de uma Lua cheia ensombreada por um eclipse. Algo chega a um extremo e vira no seu oposto. Aspiramos à acção mas as emoções têm de ser corrigidas. Marte regente deste eclipse está em Virgem a pedir menos impulsividade e mais atenção ao detalhe, Mercúrio regente da Virgem está retrógrado em Balança o que obriga a renegociar em vez de abrir fogo e o trígono de Saturno encaminha para mais ordem e menos acção espontânea. Mas só ao rubro é que o caminho é invertido. O que desejamos das relações emocionais, políticas, financeiras, como contribuímos para o seu equilíbrio ou como a nossa acção individual condiciona ou rompe os laços existentes é o que está em causa nesta Lua Cheia e eclipse, numa crise de “querer” que tem de ir ao encontro do querer alheio.
Importante para os nascidos por volta de 28 de Setembro e 25 de Março.

Bom Setembro!!

otherworld