Os princípios gerais devem guiar o método, os fundamentos e regras para se poder crescer em qualquer área têm de se sobrepôr ao interesse específico ou às carências de organização. O que interessa hoje é a floresta, como chegar lá e não a árvore  nem a folha. Só com o domínio dos grandes propósitos transformadores é que conseguimos não nos perder em detalhes e ter resultados satisfatórios com o que fazemos. A Lua está em Virgem a estimular o sentido de pormenor mas faz uma quadratura a Saturno em Sagitário que esfria emoções que não tenham em conta o quadro geral. Só depois disso é que a Lua faz trígono a Plutão em Capricórnio o que significa que o que ficar bem formatado pode facilmente ter um impacto transformador nas estruturas de que dependemos. E como Júpiter, Marte e Vénus estão em Virgem e a Lua avança hoje e amanhã para lhes fazer conjunção, vamos ter de acabar por pôr em prática com todo o empenho e dedicação o que hoje resolvemos e prometemos. No entanto há que estar pronto para reviravoltas, golpes súbitos ou então sermos nós próprios os motores dessa agitação ou libertação. Júpiter em Urano estão em quincúncio e a frase clássica é ” esperar o inesperado” ou então “promover a diferença”. Este aspecto dura até domingo e trata-se por isso de assuntos que não se resolvem num dia…. Como Saturno em Sagitário é regido por Júpiter e está em sesqui-quadrado a Urano, há resistências a ultrapassar e isso só pode ser feito com consciência clara dos tais princípio a defender e dos limites e responsabilidades envolvidos. São assuntos sérios que pedem respostas sérias já que, com os quatro planetas em Virgem, para ter a floresta temos de plantar as árvores e como o Nódulo Norte está em Balança, tem de haver acordos.

A tela é de Matisse.

astro_w2gw_28_carta_do_dia.54877.20525

Anúncios