Esperar o inesperado é a melhor atitude a ter hoje a menos que sejamos nós próprios a surpreender os outros com reações impacientes. Claro que tem de haver diálogo, contacto, troca de informação e não é garantido que sejam claros os propósitos. A confusão ou fantasia não são boas conselheiras e o mais provável é responder-se bruscamente.  Por um lado, com o Sol em Gémeos queremos que reine a razão, mas a quadratura a Neptuno choca com as emoções mais fundas. Devem-se os repentes à conjunção da Lua a Urano em Carneiro depois de uma quadratura a Plutão, os contactos ambivalentes com Vénus e Sol conjuntos em Gémeos e a ilusão com a sua quadratura a Neptuno em Peixes. Mas é possível olharmos para as coisas por outro prisma e aproveitar o dia para nos libertarmos de situações, partir noutra direcção e fazer o balanço das responsabilidades que queremos ter, já que nos próximos dias o Sol e Vénus se aproximam de uma oposição a Saturno em Sagitário. Há estruturas de vida que estão a mudar e temos de nos organizar nesse sentido. É tempo de dizer adeus mas também de novas perspectivas a longo prazo.

astro_w2gw_28_carta_do_dia.61623.12262

Anúncios