Está na hora de abrir horizontes,  fazer viagens da mente e do corpo mas isso não acontece sem algum sobressalto ou resistência a largar terrenos que controlamos. Para dar lugar ao novo é preciso largar o velho e isso não é fácil com o Sol recém entrado e Sagitário em semi-quadratura a Plutão em Capricórnio e Mercúrio conjunto a Saturno, – regente do Capricórnio- em trânsito em Sagitário que Júpiter rege. Assim, expansão e contração estão em tensão seja pelas ideias que chocam, seja pelos investimentos que se invertem, seja pelo alargamento de políticas que abrem lugar à repressão. O semi-sextil de Mercúrio e Saturno a Plutão em Capricórnio também força a verdade nua e crua a vir à tona e estimula a comunicação de ideias bem estruturadas pela sua conjunção a Saturno, mesmo que o conteúdo não seja ligeiro. São assuntos sérios, complexos, que implicam mudanças profundas na ordem das coisas a médio e longo prazo que agora temos de encarar. Neptuno entra directo em Peixes depois de estar retrógrado desde meados de Junho o que significa que fantasias, ideologias e também compaixão ou o preço do petróleo vão entrar em alta para justificar e acompanhar esse processos de mudança. A Lua em Virgem, trígono a Plutão mas quadrada a Saturno obriga a olhar para os detalhes esquecidos e a sujeitarmos as emoções ao sentido prático. Há que planear bem a viagem.

astro_w2gw_28_carta_do_dia-55296-12040

 

Anúncios