Há hoje que dizer adeus a tentativas de harmonizar situações e relações e passar a uma nova fase em que a pulsão emocional é de controlo e a atenção se vira para o lugar que ocupamos no mundo. O poder que temos para fazer o que aspiramos para inovar, participar ou projectar segundo o que aspiramos é a questão que se levanta com a Lua em Escorpião, o Sol a entrar em Aquário e Marte em Peixes  enquanto a oposição de Júpiter a Urano nos força a tentar ajustar os impulsos de acção individualista e o que sabemos ser melhor se feito em concertação. A chave continua a ser a mesma que é a indicada pelo Nódulo Norte em Virgem em trígono a Mercúrio em Capricórnio regido por Saturno em Sagitário: sentido prático, uma lógica de poder e ideais de expansão a longo prazo, sem contar com satisfação imediata devido à aproximação da quadratura a Saturno de Vénus em Peixes.

astro_w2gw_28_carta_do_dia-60773-1345

Anúncios