O controlo das situações é o que mais nos poderá inquietar hoje e é nesse espírito que planeamos a longo prazo, inspirados por um qualquer sonho ou ideal que, no entanto, pode ser difícil de explicar. A Lua está em Escorpião, produzindo sentimentos intensos já que intuímos tudo o que está mal ou nos pode fragilizar e que por isso nos impele a controlar mas também se trata de um impulso de regeneração para acabar com o que está mal e fazer nascer qualquer coisa de mais positivo, como se fosse uma guerra entre o bem o mal sendo que o mal é tudo o que não dominamos e  por isso nos perturba. O trígono da Lua a Neptuno em Peixes dá o toque de inspiração ou justificação ideal que suporta as nossas pretensões mas a quadratura entre a Lua e Mercúrio em Aquário traz debate, discussão, conflito entre o que sentimos e a lógica de comunicação necessária para apresentar os argumentos que justificam a defesa dos interesses, alimentada pelo sextil de Marte em Sagitário a Mercúrio em Aquário. Com o sextil de Vénus em Aquário a Urano em Carneiro, temos a oportunidade de mostrar ao público – amigos ou colectivo- o melhor lado das nossas iniciativas individuais. Queremos ser apreciados tanto como apreciamos o que nosso mundo tem para nos dar mas isso não é estático. Há que agir, fazer coisas novas cujo impacto a todos beneficie. O problema está no controlo do processo e das partes envolvidas, mas o melhor controlo que podemos começa por ser sobre nós próprios.

Tela de Mary Cassat

Anúncios