O coração e a razão têm hoje dificuldade em se articular.  Os sentimentos são profundos, tingidos de todas as matizes de compreensão  e desejo de entendimento mas a mente está rápida, inquieta com todas as opções, num esforço efémero de racionalizar o que se pode fazer para mudar a ordem das coisas. Isto acontece com a mental Lua em  Gémeos em quadratura à consciência do Sol, Mercúrio, Neptuno e Vénus em Peixes e em quincúncio a Plutão em Capricórnio.  Sonhamos com um mundo cor-de-rosa mas para que o seja temos de fazer um grande esforço de concentração de perspectiva e revolução possível. O sextil de Saturno  em Capricórnio ao Sol em Peixes é a única boa ajuda do dia para sermos capazes de pensar a longo prazo em como organizar esse sonho e lhe dar forma. O sextil de Júpiter em Escorpião a Plutão é outra oportunidade de fazermos grandes mudanças na ordem das coisas com base no que acreditamos, ideias pelas quais lutamos com Marte em Sagitário.

A complicar os resultados do dia- se ultrapassarmos a barreira de alinhar mente e coração-  está uma semi-quadratura do Sol a Plutão que torna praticamente  impossível obtermos já resultados e uma semi-quadratura de Mercúrio a Urano em Carneiro cuja tensão é tal que ou tudo silencia ou revela para além do que seria aconselhável.  Um dia por isso a gerir com pinças, avançando apenas no que é território seguro a curto e longo prazo.

Anúncios