O desafio de hoje é o de encontrar um equilíbrio entre o racional e a fantasia, entre a    capacidade de comunicar de forma lógica e incisiva e o que se sente ou se intui e para o qual não há palavras, apenas sensações e o desejo que tudo evolua no que considerarmos ser o bom sentido.  A quadratura de Sol conjunto a Mercúrio a Neptuno em Peixes é o que está por detrás desse conflito entre o que são opções lineares e os ecos da sensibilidade.  Como a Lua faz hoje conjunção a Neptuno e por isso também quadratura a Sol e Mercúrio, essa percepção intuitiva é exacerbada podendo confundir a clareza de propósito que é necessário exprimir. Um trígono da Lua em Peixes a Vénus em Caranguejo estimula o desejo de fusão em ambientes ou situações familiares porque aí nos sentimos mais seguros mas a semi-quadratura de Urano em Touro ao Sol e a Mercúrio assim como o quincúncio destes a Júpiter em Escorpião diz-nos que a saída passa por se encontrar terceiras vias em que novos valores ou métodos inovadores possam traduzir o desejo em realidade.

Anúncios