Diz-se que querer é poder e hoje são fortes as vibrações no sentido de expressarmos o que desejamos transformar nas relações de partilha, poder, pessoais, financeiras ou políticas mas também na nossa própria auto-estima, no que achamos belo ou amamos intensamente e que queremos que seja ainda melhor. É uma conjunção de Vénus retrógrada ao Sol em Escorpião que intensifica sentimentos ou desejos de mudança e controlo desses processos, numa revisão de valores- pela retrogradação de Vénus- a que é preciso dar respostas concretas. A Lua em Touro que a Vénus também rege, faz oposição a Mercúrio e a Júpiter em Escorpião o que nos dá talvez excessiva confiança que vamos conseguir mudar o mundo- ou pelo menos o nosso – mas como Marte regente do Escorpião está em Aquário ainda em quadratura à Lua e a Mercúrio, nem todos vão estar de acordo e os conflitos são possíveis. No entanto surgem as oportunidades de  estabilização com o sextil de Sol e Vénus a Saturno em Capricórnio, desde que estejamos apostados em seguir caminhos inovadores com o apoio do trígono de Saturno a Urano emTouro. Este está em quadratura exacta ao Nódulo Norte que também está quadrado ao Sol que o rege e por isso estamos ainda numa encruzilhada, a definir novos caminhos de saída em que o que já não serve não nos pode acompanhar e as decisões terão de ser pessoais, criativas e amorosas.