Hoje as inquietações da manhã são diferentes das da tarde já que temos, até depois de almoço, GMT, para acabar de tratar das pequenas e grandes coisas de administração, contabilidade, organização e serviço para de seguida nos focarmos nos equilíbrios das relações, contratos, acordos, questões de justiça, guerra e paz, em casa e fora dela. Em quincúncio a Marte em Touro e ao Sol em Peixes, pela tarde, a Lua em Balança vai fazer-nos sentir as tensões que derivam da discrepância entre que idealizamos e o que afirmamos, como se sonho e o gesto, apesar de se poderem articular pelo sextil do Sol a Marte,  tivessem um impacto não desejado nos relacionamentos, o que nos obriga a procurar outras formas de expressão, outros valores e defender.

Para evitar conflitos ou desilusões é importante tirar os óculos cor-de-rosa e não exagerar nas reações emotivas devido à semi-quadratura do Sol a Saturno em Carneiro e à quadratura de Mercúrio em Peixes a Júpiter em Sagitário. Escapismo, avaliações demasiado bondosas, ser enganado ou enganar-se a si próprio são tendências a que é preciso resistir para se ver a realidade e o outro o mais cruamente possível, sem medo de confrontarmos fantasmas ou monstros, tensão essa que virá amanhã quando a Lua em Balança fizer quadratura a Saturno, Vénus e Plutão em Capricórnio. Assim,  hoje é dia para acabar, pela manhã as avaliações  de pormenor para, pela tarde, começarmos a avaliar como vamos negociar o impacto sobre as relações das mudanças profundas que estão a ser feitas nas estruturas de várias áreas de vida, casa, trabalho ou política.