Não pode ficar folha por virar hoje e amanhã já que, apesar do desejo de que nada se altere e haja paz e equilíbrio nas relações e nas contas, há energias muito intensas a afectar o que se pensa e o que se diz e que trazem à tona  revelações cujo impacto pode alterar o fiel da balança. É de facto em Balança que se encontra o Sol, Vénus e Mercúrio, este último cuja quadratura a Plutão obriga a descobrir verdades profundas através de conversas, investigações ou análises dos equilíbrios de poder. Estes também estão abalados pela quadratura de Vénus em Saturno que revela pouca simpatia pela boa vontade e obriga a pragmatismo na nossa abordagem aos outros. A Lua em Virgem, em trígono a Urano em Touro é o outro estímulo do dia para analisarmos com olhos novos o que está em causa, abertos a novos valores que permitam novas leituras da situação já que há também algum desconforto com a oposição do Sol a Quiron em Carneiro- não podemos fazer o que queremos porque corremos o risco de destabilizar ainda mais os equilíbrios delicados existentes.