Quanto mais flexíveis formos este fim-de-semana menor a frustração e maiores as conquistas mas não podemos deixar de honrar os nossos sentimentos profundos. Há sim que encontrar um equilíbrio na nova ordem que se desenha. Durante quase todo o dia de sábado a Lua está ainda em Capricórnio – onde sexta feira fez conjunção a Saturno e a Plutão, mantendo-se ainda na sua órbita – o que nos leva a ter que acabar de arrumar o que foi alterado estruturalmente nas nossas vidas pessoais ou profissionais. Como o mais provável é não termos conseguido tudo o que ambicionámos temos agora de nos ajustar ao que foi possível e completar processos de forma inteligente e prática com a ajuda do sextil de Mercúrio em Escorpião a Saturno e a Plutão em Capricórnio. Mas mesmo assim pode haver disputas e mal-entendidos. A Lua de seguida entra em Aquário e no final de sábado e domingo de manhã está em quadratura a Urano em Touro e a Marte em Escorpião e em sextil ao Sol em Sagitário. Resultado: as boas ideias talvez não sejam assim tão boas e vai ser difícil encontrar apoios. Melhor apostar em navegação costeira e aceitar que não podemos ficar amarrados a velhas estruturas seguras como pede Venus em Capricórnio conjunta ao Nódulo Sul, mas sim cortar a direito e conseguir com Marte em trígono ao Nódulo Norte em Caranguejo, uma nova segurança emocional ou familiar derivada não do que seria previsível ou tradicional mas sim da flexibilidade  e abertura a novos valores dada por Urano em Touro. É um fim-de-semana complexo mas não tem de ser dramático, apenas revelador.

Apoie este site em https://www.patreon.com/join/rositaiguana?