Energias para a Semana 11-18/7/21: OS ENAMORADOS VI E A ESTRELA XVII

Por Clara Days

Palavras-chave: renovação em dualidade; atracção e inspiração; esperança confiante.

Será que chegou um tempo de esperança?Quando o princípio da Polaridade encontra o da Renovação das Categorias, há uma vibração nova que se adivinha, trazendo-nos um sopro de confiança e o sentimento de que vale a pena desejar futuro. Se os Enamorados são um arcano dual, presumindo sempre um encontro entre duas pessoas diferentes, duas realidades complementares, dois pólos opostos que se atraem, a Estrela eleva as nossas aspirações a um plano superior, desenhando pontos de luz que nos podem orientar, no meio destes tempos duros, quando tanto precisamos de orientação.

Esperança e confiança aliam-se para nos permitir decisões novas, onde possamos enfrentar os desafios que se nos colocam com um novo alento, talvez em companhia, promovendo uniões que até agora nos podem ter parecido improváveis. É uma combinação de símbolos do elemento Ar, o mais volátil e comunicativo, que nos pode elevar acima da condição humana. Os Enamorados correspondem ao signo de Gémeos, versátil e comunicativo, a Estrela a Aquário, humanista e altruísta. É como se sejamos projectados, ainda que de modo imaterial, para uma realidade potencialmente nova, uma Utopia que nos anima e alimenta, pela qual sentimos desejo de caminhar em frente. Há nos Amantes um apelo do lado humano, ao encontro do que procuramos nos outros, no que está fora de nós e por que podemos apaixonar-nos (uma pessoa, uma ideia, um sonho, uma causa…). Há na Estrela a inspiração do divino, daquilo que, transcendendo-nos, nos anima e inspira para almejar ir mais alto e mais longe.

Cartas inspiradoras, estas… viveremos um momento de intervalo, neste pesadelo colectivo que têm sido os tempos da pandemia? Temos tido a liberdade limitada, estado em incerteza permanente, com o medo a pairar sobre as sociedades, qual tempo de guerra sem tréguas, que se trava em hospitais e nas nossas vidas afectadas. Vem agora este clarão, com duas cartas a inspirar-nos, bem diferentes das que nos têm vindo acompanhar. Será que chegou o tempo de exercermos o poder interno que nos permite resistir às dificuldades pela libertação da alma? Vivamos então esta semana lembrando as palavras do poeta Carlos de Oliveira: “Nada apaga a luz que vive/ num amor, num pensamento/ porque é livre como o vento/ porque é livre…”

Imagem : White Sage Tarot, de Theresa Hutch, 2018

Clara Days

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: