O horóscopo do Vaticano data da sua independência como Estado atríbuida por Mussolini a 7 de junho de 1929 às 11 da manhã exactas, conforme consta de vários jornais da época.

É de salientar Júpiter – Deus dos Deuses no Meio do Céu, a conjunção Sol, Lua, Mercúrio em Gémeos na X simbolizando a importância da palavra na acção da Igreja e a subordinação do feminino  -Lua  -ao masculino -Sol- porque se trata de uma Lua nova em que esta está encoberta pelo astro Rei. Importante também a oposição de Saturno na IV a este stelium que simboliza o poder da estrutura política, cultural e dos serviços- Saturno rege a V e a VI e da organização do Vaticano em tensão ou controlo permanente dessa acção externa. Urano na VIII , regente da VI simboliza não só excepcionais entradas financeiras como diferenças na área sexual, seja pela separação dos sexos, moral ou desvios.  Marte na XII ilustra grandes actividades secretas e  poderes escondidos e Neptuno na mesma casa exacerba a actividade mística ou pouca clareza no que respeita aos parceiros ou a finanças e questões sexuais já que Neptuno rege a VII e a VIII. Plutão na XI em Caranguejo, regente da IV é o sinal do poder da Igreja no mundo, a partir da regulamentação da familía o que é óbvio pela importância do batismo, casamento, questões concepcionais etc.. Vénus e o Nódulo Norte em Touro na IX representam a importância da lei da Igreja assim como Quíron ilustra a insatisfação nessa área.

Ler sobre horóscopo Papa Francisco I

vaticano

Anúncios