É tempo de planear com cuidado como assumir controlo e agir, mesmo que de forma, radical para o alcançar. Mas primeiro é bom hoje e amanhã honrar as obrigações, pagar as dívidas, cumprir meticulosamente os deveres que temos para com os outros. Isto requer iniciativas que podem surgir como surpresas ou ficarmos nós surpreendidos com o impacto transformador. O diálogo é fundamental mas as críticas vão fazer-se sentir. Tudo isto acontece porque o Sol em Virgem, até quinta feira, está em sextil a Saturno em Escorpião enquanto a Lua, em trânsito pelo Carneiro, vai em simultâneo com Mercúrio activar a quadratura de Urano a Plutão.

Assim, o que for dito e as iniciativas tomadas vão contribuir para catalisar os processos de crise e transformação em marcha desde 2012 e que até 2015 criam novas bases em casa, no trabalho, na forma como se organizam finanças, poderes e governos. O pragmatismo faz por isso parte do dia mas o idealismo também está presente com o sextil de Mercúrio em Balança a Júpiter em Leão e a oposição de Vénus em Virgem a Neptuno em Peixes. Pode ser difícil ou pouco claro justificar a acção radical com a filosofia ou fé mas é tempo de pensar grande, explicar como se quer ir mais longe e ilustrar o propósito que pode mover montanhas.

A tela é do pintor inglês Christopher Nevinson- 1889-1946.

astro_w2gw_125_carta_do_dia_hp.75202.48060