Caminhamos para a Lua Cheia de amanhã  com a exuberância dos últimos dias em que nada nos para, nada nos cala, nada controla o ímpeto de projectar aos quatro ventos os novos valores que queremos incorporar na restruturação das relações pessoais, financeiras, políticas. As mudanças em curso, por força da quadratura de Urano a Plutão, têm de ter um resultado concreto, estrutural e, para isso, o grande trígono de Fogo entre Marte, Vénus e Urano em Carneiro, Júpiter e a Lua em Leão e Saturno em Sagitário tem, desde segunda feira, proporcionado a energia e entusiasmo necessários. É preciso não esquecer que a activação da quadratura de Urano a Plutão, por Vénus em Carneiro, é o sinal claro que temos de nos libertar de contratos, alianças, dependências, investimentos, relações que não têm futuro- mas atenção- o objectivo não é a independência mas sim a criação de novos laços, uma vez ultrapassadas as sombras das relações- isto devido ao Nódulo Norte em Balança, oposto a Marte, Vénus e Urano em Carneiro. Depois do meio dia GMT a Lua entra em Virgem, a aproximar-se da oposição exacta ao Sol em Peixes, amanhã. Assim, pela tarde, apesar da força das emoções há que ser pragmático, procurar a informação e o sentido da organização para melhor servir os ideais que nos devem guiar.
astro_w2gw_125_carta_do_dia.55302.51674

Anúncios