Dá-se hoje um evento astrológico particularmente importante, um marco nos processos de transformação em curso e que é como se tivéssemos chegado ao limite do que podemos mudar, tendo agora de segurar todas as pontas que ficaram soltas, completar estruturas, acabar obras, pagar dívidas, investigar o que falta descobrir e em geral, ir ao fundo das questões que temos em mão antes de dar novos passos em frente. É Plutão em Capricórnio que fica estacionário e depois entra retrógrado até ao dia 26 de Setembro, dando-nos pela frente cinco meses para absorver os choques recentes e preparar novas investidas na criação de uma nova ordem a gerir tanto a casa como o colectivo. E o mais extraordinário é a sincronicidade da nave espacial da NASA “Novos Horizontes” ontem pela primeira vez de sempre, nos permitir ter um novo olhar sobre este planeta, transmitindo imagens a cores de Plutão! Na imagem vê-se Plutão e Charon, o satélite, mais pequeno.

Essa sensação de viragem fundamental pode hoje não ser muito clara porque a Lua está ainda em Peixes o que dificulta a objectividade mas dá asas ao sonho do que poderá ser possível completar nos próximos tempos. Estamos a caminho de uma Lua Nova em Carneiro no dia 18 e será então que semeamos o que há de ser a colheita do Verão, antes de entrar nos novos processos quando Plutão ficar directo em Setembro. Não há, no entanto, inércia, antes pelo contrário, com Marte em Touro a aproximar-se de um trígono a Plutão, o que apetece mais são resultados, acções concretas, a afirmação de valores palpáveis que podem ter o seu quê de hesitações ou fantasias já que Vénus regente do Touro está em Gémeos em quadratura a Neptuno mas que a oposição a Saturno não permite entrar em dispersão. É como se ouvíssemos várias vertentes ou apalpássemos várias possibilidades mas no fim tivéssemos de definir os princípios que ditam a acção. Separar o trigo do joio, a divagação da realidade é o trabalho de fundo sobre o qual a mente tem de se debruçar, mesmo que isso seja complexo e difícil de comunicar, com Mercúrio em Touro em quincúncio a Saturno. Com estes aspectos e tendo como cenário a retrogradação de Plutão é preciso não deixar pedra por virar para que as fundações fiquem sólidas e isso passa por um grande mergulho no inconsciente e pelo esforço de compreender o que realmente nos move para corrigir caminho com base em perspectivas honestas, esclarecidas e esclarecedoras. Fazer luz sem deixar sombras?


astro_w2gw_125_carta_do_dia.56218.7018pluto-charon-new-horizons

Anúncios