Ajudar e ser ajudado, sentir na pele o que nos une como seres humanos com sensibilidade, criatividade, compaixão e com isso ter oportunidade de dar os primeiros passos para mover montanhas torna-se hoje temporariamente possível com a Lua conjunta ao Quíron em Peixes, quincúncio a Marte e Vénus em Leão, sextil a Plutão em Capricórnio. A ilusão de que os sentimentos bem trabalhados são suficientes para levar a termo os projectos solidários, desfaz-se pelo final do dia, com a quadratura da Lua a Saturno em Escorpião. Tudo tem custos, há questões pendentes, obrigações conjuntas a cumprir e isso sobrepõe-se friamente às pulsões do coração. Mesmo assim, não temos que desistir. O semi-sextil de Mercúrio conjunto ao Nodulo Norte à Lua e Júpiter em Peixes dá-nos a capacidade de partilhar com racionalidade e em detalhe o que desejamos fazer pelos outros, pelas boas causas, para expandir a consciência a novos níveis de dedicação, usando a informação, o diálogo e a concertação como motores de evolução.

A tela é do austríaco Gustave Klint

astro_w2gw_66_carta_do_dia.54299.25211

GUSTAV-KLINT