É com o coração nas mãos que queremos hoje viver a vida, mostrar do que gostamos, como gostamos e quanto queremos que nos apreciem. A gratificação imediata, o génio à solta, a paixão pelo que quer que seja são exacerbados pela presença da Lua em Leão, conjunta a Vénus e a Marte. Como também faz um trígono a Urano em Carneiro, é grande o impulso de fazer diferente, não pensar nas consequências e procurar saídas excitantes para a energia criativa ou amorosa. No entanto, um quincúncio a Plutão em Capricórnio, acaba por restringir o impulso de disparar em todas as direcções, obrigando a refrear egocentrismos face às obrigações, dívidas, ónus, dependências ou poderes maiores que se opuserem.A reação mais provável é a de ficar zangado mas pensar que é fácil virar costas, com a conjunção a Marte e aspecto a Urano. Não é. Saturno em Escorpião está em quintil ao Sol em Virgem o que força a concentração no detalhe, no trabalho e ao cumprimento organizado das obrigações e a Lua vai acabar por fazer quadratura a Saturno o que impede qualquer veleidade. Não há dramatismo emocional que resista mas isto também não quer dizer que tenhamos que ficar deprimidos.  Há que controlar como nos exprimimos e o que importa mesmo é ter a noção das proporções, relativizar e ser responsável, depois de pela manhã termos dado largas a entusiasmos…

astro_w2gw_66_carta_do_dia.54385.28551

10168163_10152323901367390_4593455721971602997_n

Anúncios