Há que comunicar da forma mais justa e equilibrada os nossos motivos e valores mas isso não que dizer que não haja surpresas, rupturas ou simplesmente grandes tensões entre o que julgamos certo e a resistência ou oposição das outras forças em jogo. A Lua, ao meio-dia GMT, está em Balança, conjunta a Mercúrio, sextil a Venus e mais tarde a Marte em Leão. Faz quadratura a Plutão em Capricórnio e depois oposição a Urano em Carneiro. Ou seja, no quadro das grandes transformações em curso desde há dois anos, estamos hoje em mais um dia charneira em que se joga o que vai ficar e o que tem de mudar nos próximos meses. O objectivo deve ser o de sermos o mais fiéis possíveis ao nosso sentido de justiça, seja nas relações pessoais, profissionais, políticas ou mesmo no equilíbrio das contas, para que o dar e receber seja um exercício satisfatório. Como o Sol está em Virgem e a Lua faz conjunção a Mercúrio que é o regente da Virgem, pomos toda a nossa energia no desejo de bem servir, com sentido crítico e capacidade de organização que depois tem de ser explicado, discutido, justificado, em busca do eco de cooperação que a posição da Lua exige. O resultado é que percebemos que a força e estabilidade têm de ser interiores e que em última análise só isso pode ser o motor de escolhas satisfatórias.

astro_w2gw_66_carta_do_dia.32395.4058

casablanca660

Anúncios