Manter a harmonia sem deixar de afirmar quem somos e o que queremos dentro das relações, seja qual for a sua natureza, é o grande desafio dos próximos tempos, no quadro mais vasto das grandes mudanças de fundo a acontecer na organização de vida de cada um e da sociedade. Depois, cada dia, há ajustes a fazer para se cumprir esse desígnio, mas todos temos de empurrar o mesmo carro, em plena consciência. Hoje, com a Lua em Sagitário, em sextil ao Sol em Escorpião mas em quadratura ao Nódulo Norte, Marte e Vénus, qualquer optimismo sobre a possibilidade de regenerar situações sem bases realistas é rapidamente atacado pela força das circunstâncias revelada pelas resposta agressiva de quem acha que está a perder terreno com essa visão. A  única coisa a fazer é ser claro quanto aos princípios a definir- Saturno em Sagitário- e tentar em conjunto aplicá-los numa perspectiva de longo prazo- sextil a Vénus e Marte em Balança- mas de forma  a que ninguém sinta que perde por estar a trabalhar em conjunto. Saturno em quadratura a Neptuno não permite fantasias e o Nódulo Norte em Balança obriga mesmo a ter sentido prático e desejo de servir. São mais duas razões para que a Lua em Sagitário não nos leve  a pensar que tudo é um horizonte sem fim…os limites, resistências e responsabilidades não podem ser ignorados.

astro_w2gw_28_carta_do_dia.35902.34831

Lillicrap, G., Mrs; (c) Royal Institution of Cornwall; Supplied by The Public Catalogue Foundation
Lillicrap, G., Mrs; (c) Royal Institution of Cornwall; Supplied by The Public Catalogue Foundation
Anúncios