Tal como ontem,  o pano de fundo é não ir atrás de fantasias e definir seriamente princípios firmes que estruturem pensamento, verbalização  e acção. Saturno está em quadratura exacta a Neptuno a forçar o realismo face ao sonho ou confusões. Esse realismo tem de se traduzir – pela conjunção de Saturno ao Sol e a Mercúrio num sentido de responsabilidade a longo prazo que governe a expressão e o motor de vida. Torna-se mais fácil  esclarecer posições graças a  um grande trígono de Fogo que une Sol conjunto a Saturno em Sagitário- a responsabilidade do que nos move e em que acreditamos,- com Urano em Carneiro que simboliza a acção livre- mas como está retrógrado temos de pensar bem os padrões de compulsividade  ou de amarras grupais – Aquário no signo oposto- de que temos de nos libertar – e a Lua em Leão- regida pelo Sol em Sagitário- que indica a necessidade de sermos reconhecidos pelos nossos princípios e perspectivas. Para exprimir os horizontes desejados há que ter em conta  Júpiter conjunto ao Nódulo Norte em Virgem- regida por Mercúrio que mostra que só há um caminho que é o do pragmatismo e da análise crítica das situações. Marte em Balança a avançar para a activação da quadratura de Urano a Plutão dá a força para cortarmos o mal pela raíz.

astro_w2gw_28_carta_do_dia.66369.4453

12b40cff9b013d48e8935fd649376610

Anúncios