Volatilidade e repressão emocional, irritabilidade e necessidade de controlo, impaciência, impulsividade, explosões de toda a natureza que se deparam com limites reais à expressão dos sentimentos são o programa do dia com a difícil oposição de Marte em Balança a Urano em Carneiro a transformar em batalha pessoal ou relacional a necessidade de exprimir o que queremos dos acordos existentes e a Lua em Sagitário, conjunta a Saturno e forçar uma avaliação fria e madura dos princípios que têm de orientar a vontade. O motor do querer é um sentimento apaixonado e idealizado simbolizado por Vénus em Escorpião em trígono a Neptuno em Peixes. O desejo mistura-se com sonho e vontade e não quer ser travado por força alguma. No entanto, quaisquer confusões ou idealizações são rapidamente submetidas ao colete de forças representado por Saturno em Sagitário que obriga a moderação, à estruturação das ideias, à definição de regras de actuação que a todos beneficiem, como princípio geral. Assim, os ímpetos egoístas, as acções individualistas que não tenham em consideração o quadro geral a longo prazo resultam necessariamente em frustração. A entrada hoje de Mercúrio em Capricórnio obriga-nos a falar a sério e a debater como se pode governar os processos de mudança em curso.

A fotografia é do francês Henri Cartier-Bresson.

astro_2gw_28_carta_do_dia_hp.38251.51310

henri_cartier_bresson_20

Anúncios