É difícil manter a cabeça fria quando as emoções são tão intensas como as que hoje ameaçam a razão e a estabilidade, com Vénus em Plutão em sextil, de Escorpião para Capricórnio. A complicar ainda mais o controlo da situação, a Lua, símbolo de carências, medos e indicador da sensibilidade, atravessa os Peixes, faz conjunção a Neptuno e a Quíron, tornando-nos mais susceptíveis à confusão e à dor, se não soubermos canalisar criativa ou espiritualmente essas ondas de sentir. No entanto, a paixão, o desejo, o cíume, raiva com que encaramos as estruturas em que estamos inseridos e nos propomos mudá-las não tem de ser vivida como uma guerra. Vénus em Escorpião pode também ser vivida como um amor transformador, uma partilha do que de mais profundo nos afecta, uma relação intensa mas construtiva em que não há quem ganha ou quem perde mas em que ambas as partes beneficiam da transformação das bases de entendimento, porque se foi mais longe, mais fundo. O lado positivo dos aspectos da Lua hoje podem ajudar nesse processo porque, em Peixes e em trígono a Vénus e sextil a Plutão, podemos intuir melhor e com compaixão, as nossas próprias fragilidades e as dos outros e com isso contribuir para sarar feridas, criar novas realidades- para o que podemos também contar com a quadratura a Saturno em Sagitário que pede que os projectos pragmáticos a longo prazo se sobreponham ao ímpeto das reações emocionais.

A imagem é da fotógrafa contemporânea russa Masha Demianova

astro_w2gw_28_carta_do_dia.56544.53854

Masha Demianova

Anúncios