Estamos em vésperas de uma Lua Nova em Carneiro, tempo de acção mas hoje há ainda que arrumar assuntos antes de podermos abrir um novo ciclo- apesar da vontade que possa já haver para acelerar processos. Como a Lua já hoje está no signo regido por Marte, o desejo de agir, não ficar à espera, começar de novo é já muito forte, principalmente porque a Lua faz um trígono a Marte em Sagitário depois de uma conjunção a Vénus que entrou também ontem em Carneiro. Esta Vénus é a que nos faz ter certezas rápidas sobre o que ou quem gostamos ou não –  mas como Mercúrio está em Touro, há que pensar bem antes de exprimir os sentimentos, acima de tudo pensar no valor que damos á matéria e ás relações, antes de tomarmos iniciativas.

Assim, o que sentimos hoje podem ser energias discordantes entre uma parte que quer que algo aconteça já e outra que sabe que cada coisa a seu tempo e que não se pode avançar sem quebrar com o passado. Essa tensão de ruptura chega hoje a extremos com a quadratura do Sol em Carneiro a Plutão em Capricórnio e em trígono a Saturno em Sagitário. Torna-se possível quebrar laços de dependência emocional ou material, com base na revisão do que desejamos a longo prazo. Estamos a limpar terreno para lançar as sementes da Lua Nova em Carneiro amanhã que abre caminho para no final da semana, com a conjunção do Sol a Urano, estarmos francamente mais livres e abertos ao futuro.

A tela é do pintor catalão Ramón Casas i Carbó (1866-1932)

12670146_1021836971173001_129425917691163734_n

astro_w2gw_28_carta_do_dia.58575.4501

Anúncios