Apesar de algum optimismo e abertura para pensar e fazer diferente durante o dia, rapidamente, quando chegar a noite, somos confrontados com a necessidade de organização, estrutura, ordem e responsabilidades para atingirmos os objectivos ambicionados. As expectativas do dia transformam-se numa chamada à realidade que amanhã há que encarar e que por isso é melhor, desde hoje,  projectar com sentido prático e visão de futuro. A Lua está, até quase á meia-noite GMT, em Sagitário em trígono a Urano e a Vénus em Carneiro, aspectos que permitem liberdade de pensamento e iniciativas ou investimentos amorosos ou financeiros diferentes mas entra de seguida em Capricórnio para amanhã fazer trígono ao Sol em Touro e a Júpiter em Virgem. Ou seja, o que imaginarmos hoje ser possível há que amanhã tentar concretizar só que é preciso não esquecer que Marte, Júpiter, Saturno e Plutão estão retrógrados e na sexta-feira também Mercúrio entra retrógrado. O que fizermos não pode ser mais do que corrigir o que já está feito, melhorar as novas situações, integrar os processos de transformação estando abertos a essa revisão.

A tela é de Max Ernst
astro_w2gw_28_carta_do_dia.56062.17212

ernst R_1

 

Anúncios