Desejamos um dia simples para esta sexta-feira em que não seja preciso mais do que apreciar o que temos, aromas, sabores, valores sentidos e seguros mas vai ser preciso estar atento ao que o mundo quer de nós e as obrigações sociais são factores de tensão. A Lua em Aquário em quadratura ao Sol em Touro é o motor desse desconforto causado pela divergência entre o que apetece e a carência de apoio como se o que nos desse prazer não…fosse o que agrada ao grupo em que estivermos inseridos.  Com Mercúrio retrógrado desde ontem também em Touro e com Marte, Júpiter, Saturno e Plutão retrógrados, quanto mais simples e focadas forem as opções menos danos colaterais já que não é tempo de grandes ousadias. De hoje para amanhã Vénus entra igualmente em Touro o que reforça o apreço pelo que é simples e bom mas também a teimosia de não largarmos o que valorizamos. Esse é o aspecto que é preciso amenizar dadas as restantes retrogradações que exigem flexibilidade e capacidade de rever planos e o que é ou não importante. Em resumo, um dia para não nos perdermos com exigências externas mas sim para nos centrarmos no que é nosso e como melhor o gerir, sem amarras nem velhas dependências.

A colagem é de Max Ernst, 1920 ” O Chapéu faz o Homem”

 

astro_w2gw_28_carta_do_dia.59016.25546

Anúncios